Endoscopia da coluna lombar

Cirurgia por Vídeo ou Endoscopia da Coluna é uma moderna técnica cirúrgica minimamente invasiva para o tratamento de hérnias de disco e estenoses do canal (estreitamento do canal), que vem modificando o tratamento cirúrgico da coluna, pois mostra ser um método menos traumático, com o mínimo de morbidade e resultados clínicos semelhantes quando comparado com as técnicas convencionais. Através de uma pequena incisão (menor que 1cm) é introduzida uma câmera com iluminação e instrumentos de alta precisão para o alvo do problema, sendo possível a visualização direta por vídeo enxergando internamente o problema e as estruturas nervosas.

A principal diferença entre a cirurgia com endoscópio e a cirurgia convencional é que na endoscopia, o cirurgião consegue enxergar através de uma câmera acoplada ao sistema e pode “olhar” para qualquer direção a partir do canal de trabalho e com a luminosidade ideal controlada através de um foco de luz também acoplado ao sistema. Portanto, o uso do endoscópio, não está limitado apenas às indicações clássicas como hérnia de disco, estenose  de canal vertebral e estenose de forame intervertebral; o endoscópio pode ser utilizado em qualquer cirurgia que se deseje uma visão privilegiada de dentro de um orifício natural ou de um orifício criado pelo canal de trabalho.

A endoscopia é portanto, uma técnica de mínima invasão e mínima agressividade, que permite visualizar o local exato da doença com um grande aumento através de monitores de alta definição.

Comparando com uma cirurgia clássica de hérnia de disco, as principais vantagens do uso do endoscópio são:

– menor incisão na pele;

– separação das fibras musculares ao invés de descolamento do músculo do osso;

– procedimento mais rápido;

– sangramento mínimo;

– menos dor pós operatória;

– recuperação mais rápida;

– o procedimento é ambulatorial e o paciente vai embora no mesmo dia da cirurgia;

– alívio mais rápido da dor;

– retorno mais rápido ao trabalho;

– baixa taxa de infecção (associado às vantagens da realização do procedimento em Hospital Dia, nosso índice de infecção nas endoscopias da coluna é “0”);

– alto índice de sucesso.

*Durante o procedimento, geralmente é utilizado um aparelho de Laser ou de Radiofrequência, portanto muitos conhecem este procedimento como “cirurgia de hérnia de disco a laser”.

COMO É REALIZADA A CIRURGIA ENDOSCÓPICA DA COLUNA?

Para realizar a Cirurgia por Vídeo da Coluna ou Endoscopia da Coluna, o cirurgião introduz um fino tubo (cânula), através de uma pequena incisão, até o local do problema, nela passará uma câmera com fibra ótica na parte interna do endoscópio que transmitirá as imagens por vídeo em um monitor.

O cirurgião, então, através de instrumentos especiais e de alta precisão, consegue, sob visualização direta, remover partes do disco lesado e fragmentos herniados, descomprimindo e aliviando a pressão no nervo e dentro do disco. Após a remoção, todo o instrumental é retirado cautelosamente e a musculatura retorna ao seu local. Muitos pacientes sentem alívio imediato dos sintomas logo após o procedimento.

Existem principalmente 2 tipos de acessos endoscópicos para o tratamento das doenças lombares (hérnias de disco e estenoses), o acesso transforaminal e o acesso interlaminar. Considero importante que o paciente saiba qual tipo de procedimento foi proposto para resolução do seu problema, pois apesar de haver a possibilidade de utilizar os 2 acessos para resolução de alguns casos, muitas vezes uma das técnicas apresenta resultado superior à outra.

Acesso transforaminal

É o acesso realizado pelo lado da coluna, o endoscópio é direcionado ao forame intervertebral, local por onde a raíz nervosa sai da coluna. É ótimo acesso para hérnias nos níveis mais altos e também para as hérnias que são bem laterais, como as hérnias foraminais. Este acesso é realizado com anestesia local e sedação, o que leva à possibilidade de conversar com o paciente durante a cirurgia.

Acesso interlaminar

É o acesso realizado por trás da coluna. No nível de L5S1 existe uma janela que permite fácil acesso por trás, a chamada janela interlaminar. Por outro lado, acidentes ósseos naturais dificultam o acesso transforaminal neste nível. Portanto, o acesso interlaminar é ótimo para hérnias de disco no espaço L5S1, e também pode ser utilizado para hérnias centrais ou centro-laterais em níveis mais altos da coluna lombar. Por esta via, não há necessidade de se trabalhar no estreito forame intervertebral, portanto, a anestesia pode ser geral. Nesta técnica, realizamos a anestesia geral endovenosa total, que permite maior conforto ao paciente, despertar rápido e alta 3h após o procedimento.

A endoscopia para cirurgia da coluna não é apenas um procedimento, mas sim uma técnica cirúrgica que além das inúmeras vantagens, constitui uma maneira revolucionária de enxergar o problema. Assim como algumas décadas atrás o microscópio cirúrgico trouxe melhoria nos resultados operatórios e o endoscópio revolucionou a gastrocirurgia e a neurocirurgia; esta técnica faz o mesmo para a cirurgia de coluna quando bem utilizada. 

Leia mais:

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Traumatologia e Ortopedia
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close