Espondilite anquilosante

– Acomete coluna, sacroilícas, articulações perficéricas, enteses, possivelmente causa conjuntivite e uveíte
– Espondiloartropatias enteropáticas são associadas com RCU e Crohn
– Artrite reite reativa ou síndrome de Reiter também podem acometer a coluna

Epidemiologia

– 4H : 1 M
– Rigidez matinal
– Associação com HLA-B27
– 2ª-3ª década de vida
– Prevalência em homens brancos 0,5 – 1 / 1000
– Pode ocorrer insuficiência aórtica, cavitações pulmonares, defeito de condução cardíaca

Quadro clínico

– Pode causar deformidade grave na coluna
– Geralmente caudal para cefálico
– Após anquilose há melhora dos sintomas
– Outros sintomas podem ser relacionados a artrite do quadril
– Deposição de amiloide -> ICC
– Uveiíte
– Restrição de respiração por fusão costocondroal e costovertebral

Exames de imagem

– RX: inicialmente mostram anquilose das sacroilíacas, que geralmente ocorre bilateral

Corpo vertebral:
– Reabsorção óssea nas enteses causa osteopenia periartricular
– Deixa as bordas vertebrais quadradas
– Ossificação subseqüente pode ocorrer no ânulo fibroso poupando o ligamento longitudinal anterior e disco
– Dá impressão de coluna em bambú
– Elementos posteriores similarmente afetados
– Ossificação das articulações facetárias, ligamentos interespinosos e supra-espinhosos e ligamento amarelo
– Instabilidade atlantoaxial deve ser identificada especialmente em doentes que farão cirurgia

Tratamento

– Manter a flexibilidade com alongamento dos flexores do quadril e isquiotibiais
– Manter alinhamento espinal com exercícios
– AINH para sintomas

Fratura de coluna em EA: grave, risco de vida
– Geralmente ocorrem na cervical baixa, geralmente instáveis e descobertas tardiamente
– Tratamento conservador com tração e halo a não ser que haja desvio e dano neurológico
– Tração deve restabelecer a deformidade prévia do doente
– Tratamento não operatório parace ter melhor resultado do que a cirurgia
Pseudoartrose é uma complicação freqüente

Osteotomia da coluna lombar
– Descrita para corrigir deformidade em flexão que desenvolve-se frequentemente na EA e ocasionalmente na AR
– Deformidade em flexão -> abaixa o eixo da visão
– Respiração torna-se completamente diafragmática
– Sintomas TGI por compressão
– Correção em 1 ou 2 procedimentos
– Risco de lesão da aorta, veia cava inferior e nervos maiores dos membros inferiores
– Geralmente é feita no nível lombar superior, pois canal é largo e distal à medula

Osteotomia da coluna cervical
– Feita quando queixo chega ao esterno: abrir a boca fica difícil
– Indicações:
– – Elevar o mento do esterno
– – Aliviar distorção traqueal e esofágica
– – Prevenir subluxação atlantoaxial e subluxação cervical
– – Prevenir irritação a tratos medulares ou tração excessiva nas raízes

> Arquivos de Apresentações em ppt


Última atualização porMarcioR4

Deixe uma mensagem