Lesão do ligamento colateral lateral (LCL)

Compartilhe a informação:

Lesões do ligamento colateral lateral (LCL) são estatisticamente menos frequentes que a dos demais ligamentos do joelho, principalmente quando comparado ao Ligamento colateral medial (LCM), e ao Ligamento Cruzado anterior (LCA). Resultam do que chamamos de força em varo ao longo do joelho.

Uma força em varo é aplicada quando, por exemplo, um jogador esta com o pé de apoio ao solo e acaba recebendo uma entrada de um adversário na região interna do joelho.

Uma lesão de contato, como um golpe direto no lado interna do joelho, ou uma lesão sem contato, como um estresse de hiperextensão (quando se estica demais o joelho), pode resultar em uma força de varismo no joelho lesionando o ligamento colateral lateral (LCL).

Em termos de funcionalidade, o LCL tem sido frequentemente agrupado com o que chamamos de complexo póstero-lateral junto ao ligamento popliteofibular e o tendão poplíteo. Também chamamos isso de canto póstero-lateral (PLC).

Causas da lesão do ligamento colateral lateral

A lesão ao ligamento colateral lateral (LCL) está ligada ao esporte. Quando ocorre em traumas de energia cinética maior como acidentes motociclisticos, por exemplo, está ligada a lesão de outros ligamentos, incluindo todos do complexo póstero-lateral e do Ligamento Cruzado Posterior (LCP). Em esportes como o futebol, fustal, handeball, rugby e lutas, um golpe direto no aspecto ântero-medial do joelho (região interna) é um mecanismo comum de sua lesão. Também pode ocorrer no ski e em modalidades aquáticas como o wake-board.

Em geral, o joelho está esticado (hiperextensão) no momento da lesão.

Tratamento da lesão do ligamento colateral lateral

Existem diversas técnicas para a reconstrução do ligamento colateral lateral isolado e associado ao canto póstero-lateral. A cirurgia é feita por via aberta e envolve a reconstrução de diversos ligamentos com diversos túneis osseos e fixação com parafusos. No lugar dos ligamentos rompidos, usamos tecido doador (enxerto) retirado do próprio paciente.

Recuperação após a cirurgia do ligamento colateral lateral

A reabilitação pós-operatória inclui o ganho de movimentos de 0 a 90 graus nas primeiras duas semanas dentro da que chamamos de zona de segurança. O movimento deve ser completo após as primeiras duas semanas após a cirurgia. Nos primeiros quatro meses evitam-se exercícios isolados de isquiotibiais (posteriores da coxa) para evitar estresse significativo nos procedimentos de reparo e reconstrução do canto posterolateral.

Tempo de recuperação para lesões no ligamento colateral lateral

O tempo de recuperação para lesão no ligamento colateral lateral depende do grau em que ela ocorreu e se não houve danos a outras estruturas. Neste caso, o tempo médio para a recuperação, de acordo com os graus de lesão, é:

-De 2 a 4 semanas para lesões grau I;

-De 4 a 8 semanas para lesões grau II;

-De 8 a 12 semanas para lesões grau III;

Lembrando que em lesões de grau III, a cirurgia é o caminho mais comum. Neste caso, a recuperação depende também de outros fatores.

Uma pessoa com bom fortalecimento muscular, ativa, vai ter uma recuperação mais rápida do que alguém sedentário, ou que está acima do peso, por exemplo.

Além disso, a fisioterapia para a lesão no ligamento colateral lateral é de fundamental importância. Quanto antes e com mais qualidade for feita a fisioterapia, melhor será o resultado e mais rápida a recuperação.

Agende uma consulta >
Saiba mais sobre as lesões ligamentares periféricas >


Compartilhe a informação:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *