lateral retinacular lengthening

Abertura ou release lateral da patela

O release lateral (RL), descrito originalmente por Pollard em 1891, que o combinava com procedimento ósseo no sulco troclear, é um tempo comum na maioria das técnicas de realinhamento do aparelho extensor. Desempenha papel controverso, conduzindo a resultados satisfatórios em avaliações preliminares, piorando a longo prazo.

mal tracking patella

Teste do deslizamento patelar medial em extensão

O paciente é posicionado em decúbito dorsal, joelho em extensão e quadríceps relaxado, assumindo que nessa posição a retinácula lateral desempenha seu maior efeito como restritor à mobilização medial. Consideramos a manobra compatível com síndrome de compressão patelar lateral (SCPL) quando verificamos medialização suave, de até dois quadrantes, em relação ao sulco troclear, associado a uma retinácula lateral dolorosa. Em situação oposta, ou seja, este movimento dificultado, interpretamos que existe efeito maior de outros elementos, sugerindo quadros de mau alinhamento mais acentuados, como subluxação patelar, etc.

teste do deslizamento patelarmedialemextensao

Técnica cirúrgica

A cirurgia é realizada sob anestesia geral ou espinhal. Utiliza-se garrote pneumático em todos os procedimentos.

lateral retinacular lengthening

Procede-se inicialmente a artroscopia, obedecendo-se seus parâmetros habituais, com a finalidade de quantificar lesões associadas e observar a congruência patelofemoral de maneira dinâmica, analisando a centralização da patela no sulco troclear, que normalmente ocorre em torno de 20° a 30° de flexão. Em seguida, realiza-se a secção da retinácula lateral de maneira seqüencial, ou seja, observando seu efeito na mobilidade patelar por palpação ou de maneira mais precisa, avaliando-se dinamicante com o artroscópio. A abertura da retinácula deve incluir a sinovial. As técnicas de liberação lateral são percutâneas, através de meniscótomo artroscópico ou tesoura de Mayo, introduzidos a partir do mesmo acesso ínfero-lateral, utilizado para a artroscopia. O joelho é mantido com enfaixamento compressivo por 48 horas, iniciando mobilização após esse período e retorno acelerado ao programa de fisioterapia pré-operatória.

Leia mais:

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Traumatologia e Ortopedia
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close