Classificação de Catterall

classificação de Catterall (Doença de Legg-Calvé-Perthes) é baseada no aspecto radiográfico encontrado no período de fragmentação máxima, sendo constituída por quatro grupos, descritos abaixo, de acordo com a extensão da lesão. É bastante útil no estudo retrospectivo dos resultados, porém tem valor prognóstico limitado, haja visto que ela só pode ser determinada em uma fase avançada da doença, quando já se estabeleceram as deformidades. Além disso, é de difícil interpretação.

Grupos Características Rx AP neutro Rx perfil Alterações metafisárias
I Reabsorção apenas da porçãoanterior da cabeça.Não apresenta colapsonem sequestro.  Cabeça com aspecto cístico ealtura preservada. Somente a porção anterioracometida.  Raras.
II Extensão para além da regiãoanterior da cabeça.Presença de colapsodo segmento, sequestro ereabsorção. O sequestro aparece comouma massa densa e oval,com fragmentosviáveis emregião medial e lateral quesustentam a altura da epífise.  O sequestro está separadodas áreas viáveis por umalinha radiotransparenteem “V” (Sinal de Cage).  Alteração cistica bem definidana região anterior de curtaduração.
III Apenas uma pequena porçãoposteriorda epífise sem necrose. Imagem de “cabeça dentro da cabeça”.Fragmento lateral pequeno e comgranulos de ossificação.Após o colabamento esse fragmentose desloca antero-lateralmente juntocom a fise determinando umalargamento do colo.  Pequena porção posteriornão envolvida.  Geralmente mais extensas eassociadas a alargamentodo colo femoral.
IV Envolvimento total da epífise comachatamento da cabeça femora. Deslocamento epifisário para anteriorou posterior, levando a um apectode cogumelo. Envolvimento completoda epífise Alterações metafisárias extensas

Catterall ainda descreveu cinco sinais radiográficos que, quando presentes em número de dois ou mais, estariam associados a um prognóstico mais reservado:

  • Sinal de Gage: na radiografia ântero-posterior neutra, aparece como uma convexidade na borda superior do colo e na porção lateral da epífise, em formato de “V” radiotransparente
  • Reação metafisária difusa
  • Calcificação lateral da epífise: corresponde ao início da reossificação da porção lateral extrusa da epífise
  • Subluxação da cabeça femoral: em que se observa um aumento do espaço articular medial
  • Placa epifisária horizontalizada
Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments