Marcha no hálux idiopática

– Marcha na ponta dos pés
– Mais comum no sexo masculino e com história familiar
– > 3 anos é patológico
– Geralmente associado encurtamento de tendão calcâneo

Quadro clínico

– Flexão plantar passiva normal
– Ausência de espasticidade
– Dorsiflexão passiva limitada por encurtamento do tendão calcâneo
– Músculos da panturrilha muito desenvolvidos

Diagnóstico diferencial

Diplegia espástica e outras anormalidades neurológicas
– Quando desenvolve-se antes do padrão de marcha maduro, deve ser diferenciado de doença muscular primária e anormalidades do SNC
– ENMG: útil para diferenciar a forma idiopática da diplégica espástica leve
– – Diplégica espástica: atividade gastrocnêmio –> solear fora de fase

Tratamento

– Alongamento do tendão calcâneo: se persistir  órteses
– Se falha, tratamento cirúrgico entre 6-8 anos de idade com alongamento de tríceps sural

Última atualização porMarcioR4

Deixe um comentário