Lombalgia ou Dor Ciática? Entenda a diferença entre dor lombar e dor ciática

A dor lombar ou lombalgia relaciona-se apenas ao sintoma clínico e não especifica uma doença na coluna. A lombociatalgia, conhecida como ciática ou dor do nervo ciático, é o sintoma no qual o paciente refere dor em região lombar associado a irradiação para o(s) membro(s) inferior(es).

O que é Lombalgia e Lombociatalgia?

A dor lombar ou lombalgia refere-se ao sintoma no qual o paciente apresenta dor em região lombar, aguda ou crônica (mais de 3 meses) com a sua origem em alguma estrutura da coluna vertebral lombar.

A lombociatalgia é o sintoma clínico no qual o paciente apresenta dor lombar associada a irradiação para o(s) membro(s) inferior(es), no trajeto de uma raiz nervosa ou dermátomo. Está associado em geral a compressão de uma raiz nervosa. Deve ser diferenciada clinicamente da dor pseudo-ciática, na qual o paciente tem dor até a altura do joelho e esta não representa, em geral, compressão nervosa e sim, inflamação das articulação zigo-apofisárias da coluna.

Como se desenvolve ou se adquire dor lombar?

A dor lombar pode ter sua origem em qualquer estrutura que participa da formação ou do conteúdo da coluna vertebral. Ou seja, discos intervertebrais, articulaçãoes zigo-apofisárias, raízes nervosas, corpo vertebral, ligamentos e musculatura paravertebral.

Dessa forma, as causas de lombalgia são as mais diversas possíveis, sendo assim, pode ser consequente à doença degenerativa discal ou da coluna, hérnia de disco, fraturas vertebrais, doenças neoplásicas (tumores primários ou metástases), contraturas musculares entre outras.

A lombociatalgia tem suas causas semelhantes aos descritos para a dor lombar, porém associa-se a algum grau de compressão ou irritação inflamatória de uma ou mais raízes nervosas.

Como o médico faz o diagnóstico?

A dor lombar é referida pelo paciente, assim como a lombociatalgia. Cabe ao médico, realizar exame clínico para avaliar as causas mais prováveis para o quadro em questão.

Em alguns casos é necessário a realização de exames complementares que analisem a coluna, tais como a radiografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética. Em situações específicas, se faz necessário a solicitação de exames complementares mais específicos. Densitometria óssea, cintilografia óssea, mielografia ou mielotomografia, entre outros exames podem ser solicitados.

Como tratar a lombalgia?

O tratamento de for lombar ou o tratamento de lombociatalgia dependem do fator causal da dor do paciente. Sendo assim, nos casos de hérnia de disco pode ser necessário apenas tratamento clínico e em alguns casos cirurgia. As fraturas vertebrais podem requerer intervenção cirúrgica. As doenças neoplásicas, além da cirurgia, podem necessitar de tratamento complementar com radioterapia ou quimioterapia. Tudo depende do tipo histológico do tumor.

Como prevenir a dor lombar?

Nos casos de dor lombar causados por doenças degenerativas, que são os mais comuns, se faz obrigatório a prática de atividades físicas de rotina. Inclua o fortalecimento, principalmente, da musculatura abdominal e lombar.

Nos casos de fraturas, a prevenção deve ser o combate à osteoporose para prevenir fraturas osteoporóticas e o trauma da coluna que pode acometer tanto pacientes saudáveis, quanto pacientes idosos ou portadores de osteoporose.

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close