piriforme

Síndrome do piriforme

Introdução

A síndrome do piriforme é o nome dado a dor na região glútea que não pode ser de outra forma diagnosticada.

Anatomia

piriforme

O piriforme é um músculo que corre posterior à articulação do quadril. É pequeno se comparado a outros músculos ao redor do quadril e da coxa, e auxilia na rotação externa. O músculo piriforme e seu tendão tem uma íntima relação com o nervo ciático, que inerva as extremidades inferiores, com função motora e sensorial. O tendão do piriforme e o nervo ciático se cruzam por trás da articulação do quadril, na região glútea profunda. Ambas as estruturas possuem cerca de um centímetro de diâmetro.

Fisiopatologia

Acredita-se que o tendão do piriforme pode comprimir o ciático e provoca uma irritação do nervo. Embora não tenha sido demonstrado, a teoria apoiada por alguns médicos é de que, quando o músculo piriforme e o ciático são muito próximos, o nervo é estrangulado. Isto pode reduzir o fluxo sanguíneo e irritar o nervo por causa da compressão.

Outras causas de dor glútea

Incluem problemas de coluna (inclusive hérnia de disco, estenose espinhal, etc), ciática e tendinite. O diagnóstico da síndrome do piriforme é muitas vezes dado quando todos esses diagnósticos são eliminados como possíveis causas da dor. Outros sinais de síndrome do piriforme incluem manobras que tentam isolar a função do músculo.

Exame físico:

Teste do Piriforme >

Tratamento

  • Fisioterapia: ênfase em alongamento e fortalecimento dos músculos rotadores do quadril
  • Repouso: evitar as atividades que causam sintomas por pelo menos algumas semanas
  • AINEs: para diminuir a inflamação ao redor do tendão

Saiba mais sobre a síndrome do piriforme clicando aqui >

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Traumatologia e Ortopedia
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close