Responder a: Como fazer amigos e influenciar pessoas

Início Fóruns Leitura, Escrita, Música, Filmes e Viagens Livros Como fazer amigos e influenciar pessoas Responder a: Como fazer amigos e influenciar pessoas

#120481
AvatarMarcioR4
Mestre

Seja um líder: como modificar as pessoas sem as ofender ou provocar ressentimentos.

Começar com o elogio equivale ao dentista iniciar seu trabalho com novocaína. O paciente ainda receia, mas o anestésico é tiro e queda: nada de dor. Um líder deve empregar o mesmo príncipio.

Comece com um elogio e uma apreciação sincera.

Muitos começam suas críticas com um elogio sincero seguido pela palavra “mas” e terminado com uma afirmação crítica. (…) Isto poderia ser facilmente superado mudando-se a palavra “mas” por “e”. “Sentimos orgulho de você, Johnnie, por ter aumentado suas notas nesse período letivo, e se der continuidade aos mesmos esforços conscienciosos no próximo ano, sua nota em álgebra poderá subir como as outras.”

(…) Se comandarem através de exemplo obterão melhores resultados. Os senhores deverão ser um exemplo para os seus comndados. Sem dúvida não ignoram o que diz o regulamento do exército sobre o corte de cabelo. Hoje eu vou cortar o meu, embora esteja mais curto que o dos senhores.

Chame indiretamente a atenção sobre os erros alheios.

Se apenas algumas palavras de humilhação de si mesmo e de elogio da outra parte puderam transformar o arrogante kaiser insultado num amigo verdadeiro, imagine o que a humildade e o elogio podem fazer por você e por mim nos nossos contatos diários. Usados oportunamente podem operar verdadeiros milagres nas relações humanas.

Fale de seus próprios erros antes de criticar os das outras pessoas.

Em vez de pressionar o pessoal para acelerar o trabalho e atender à encomenda, convocu a todos, explicou-lhes o problema, e disse que seria extremamente importante para a companhia, e para eles, se produzissem o material pedido em tempo hábil. A seguir, fez a seguinte pergunta: “Existe alguma maneira de conduzirmos o trabalho de modo a atendermos o pedido?”

Faça perguntas em vez de dar ordens.

Mesmo que estejamos certos e a outra pessoa definitivamente errada, ao envergonhá-la simplesmente lhe destrímos o ego. O pioneiro da legendária aviação francesa, Antoine de Saint-Exupéry, escreveu: “Não tenho o direito de dizer ou de fazer qualquer coisa que humilhe o homem diante de si mesmo. o que importa não é o que penso dele, mas o que ele pensa de si memso. Ferir a dignidade de um homem é cometer um crime.”

Não envergonhe as outras pessoas.

“O elogio é como a luz do sol para o ardente espírito humano; sem ele, não florescemos e crescemos. Mas, enquanto muitos de nós estamos preparados para soprar contra os outros o frio vento da crítica, de algum modo relutamos a dar ao próximo o aquecedor raio de sol do elogio.”

Elogie o menor progresso e também cada novo progresso. Seja “caloroso em sua aprovação e generoso em seu elogio”.

Em suma, se você quer aumentar a capacidade de uma pessoa num determinado ponto, aja como se este traço particular fosse já uma das suas características marcantes. Shakespeare disse: “Finja uma virtude, se não a tiver”. E pode ser bom fingir e declarar abertamente que a outra parte tem a virtude que você deseja ver desenvolvida nela. Crie-lhe uma fina reputação para zelar, e ela fará esforços prodigiosos para não o ver desiludido a seu respeito.

Há um antigo provérbio: “Dê a um cachorro um mau nome e aprecie as tristes consequências. Dê-lhe, porém, um bom nome e veja o que acontece!”

Atribua a outra pessoa uma boa reputação para que ela se interesse em mantê-la.

Diga a uma criança, a um marido ou a um empregado que ele é estúpido ou inútil em uma determinada coisa, que não receberá prÊmio por esta razão, que ele está fazendo tudo errado, ter-lhe-á destruído quase todo o incentivo para qualquer tentativa de melhorar. Use, porém, a técnica oposta: seja liberal no seu incentivo; faça com que o trabalho pareça fácil de ser executado; deixe a outra pessoa compreender que você tem confiança na sua habilidade para fazer uma determinada coisa, que ela tem uma capacidade latente para isto – e ela trabalhará para o fazer até que a madrugada entre pela sua janela, unicamente com o fito de sobressair.

Empregue o incentivo. Faça o erro parecer fácil de corrigir.

House praticamente disse a Bryan que ele era importante demais para a missão, e Bryan ficou satisfeito. O Coronel House, astuto, experimentado nos caminhos do mundo, estava seguindo umas das importantes regras das relações humanas: Fazer sempre a outra pessoa feliz realizando as coisas que você sugere.

Criancice? Talvez. Mas foi isso que disseram de Napoleão quando criou a Legião de Honra e distribuiu 15000 cruzes aos seus soldados, promoveu dezoito dos seus generais a “marechais de França” e chamou suas tropas de o “Grande Exército”. Napoleão foi criticado por estar dando “brinquedos” aos seus veteranos, ao que replicou: “Os homens são dirigidos por brinquedos”.

O Líder eficiente deve manter em mente o seguinte roteiro, caso tenha a intenção de modificar atitudes ou comportamentos:

  1. Seja sincero. Não prometa nada que não posso cumprir. Esqueça-se dos benefícios a seu prórpio favor e concentre-se nos benefícios dos demais.
  2. Saiba exatamente oq ue deseja que a outra pessoa faça.
  3. Seja simpático. Pergunte a si mesmo o que a outra pessoa realmente deseja.
  4. Reflita sobre os benefícios que a outra pessoa receberá fazendo o que você sugere.
  5. Faça com que esses benefícios venham ao encontro dos desejos da outra pessoa.
  6. Quando der sua ordem, formule-a de modo que a outra pessoa a entenda como benéfica para ela. Podemos dar uma ordem lacônica como esta: “John, alguns clientes virão amanhã e será conveniente que o depósito das mercadorias esteja limpo. Limpe-o, empilhe as mercadorias nas estantes e passe um pano no balcão”. Mas podemos expressar a mesma ideia mostrando a John os benefícios de realizar a tarefa com rapidez: “John, nós temos um serviço que precisa ser feito imediatamente. Se o fizermos agora, mais tarde não vamos nos preocupar com ele. Amanhã vou trazer uns clientes para mostrar o depósito, mas ele está em desordem. Se você puder limpá-lo, empilhar direitinho as mercadorias nas estantes e lustrar o balcão, mostraríamos a eles que somos eficientes e você terá contribuído para dar uma boa imagem da firma.”

Faça a outra pessoa sentir-se satisfeita fazendo o que você sugere.

 

Esta é uma plataforma colaborativa, para trocar informações no ramo de Traumatologia e Ortopedia. Contribua com informações e arquivos que estejam faltantes e através dos comentários nos artigos e tópicos. Quer ter um grupo privado para seu curso, residência ou liga, com fórum e arquivos reservados aos membros e com moderação própria? Peça aos administradores.

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close