Tuberculose no sistema esquelético

Epidemiologia

– 1/3 da população mundial
– +/- 3.000.000 de óbitos por ano
– 95% têm resulação na fase primária, 5% evoluem para forma disseminada
– 10% com acometimento ósseo, dentre eles 50% afetam a coluna
– incidência aumenta com número de imunodeprimidos

Fatores de risco:
. HIV
. Imunossupressão – ex. transplantados
. Alcoolismo e uso abusivo de drogas
– Causa mais comum de paralisia não traumática nos países desenvolvidos.

Tuberculose extra-pulmonar: mais comum em < 5 anos e imunodeprimidos
– infecção primária: geralmente foco pulmonar
– biópsia: inflamação granulomatosa com ou sem isolamento do agente

Apresentações na infância

Dactilite tuberculosa ou spina ventosa
– < 5 anos
– Pode acometer vários dedos
– MTC, MTT e falanges Maioria negra
– Pouca dor
– Edema Encurtamento e contraturas
– RX: rarefação cística
– Diferencial: encondroma solitário, encondromatose múltipla, dactilite sifilítica

Agentes Etiológicos

– Mycobacterium tuberculosis: disseminado por inalação do ar contento o bacilo
– Mycobacterium avium-intracellulare: ingestão do leite contaminado
– Actinomyces israelii: causa fístulas
– Nocardia asteróides: PP em pctes imunocomprometicos
– Brucella: adiquirido pelo contato direto com animais domésticos ou produtos contaminados

Patologia

– Inflamação Granulomatosa:
. resposta imune humana causa a patologia
. não há produção de endotoxinas, exotoxinas ou enzimas histolíticas
. natureza crônica
. reação de hipersensibilidade tipo tardia mediada por céls. T
. formação de granuloma
. granuloma tuberculoso com necrose caseosa central

Acometimento da Coluna

Moléstia de Pott

Articulações

Joelho e quadris diferencial com artrites crônicas é difícil
– proliferação sinovial, osteopenia, formação de pannus e erosão do osso subcondral
– achatamento do espaço articular e erosão subcondral cística
– pode ser difícil de diferenciar de sinovite pigmentar vilonodular ou ARJ
– Diferente da osteomielite, pois tem instalação menos aguda e com sintomas menos graves

Epífise e metáfises, rara em diáfises
– pode formar abscessos frios (abscessos sem sinais inflamatórios)
– lesões geralmente metafisárias mas podem ocorrer nas epífises
– placa fisária tem menos função de barreira do que nas infecções

> Arquivos de Apresentações em ppt
> Arquivos de Resumos em pdf


Última atualização porMarcioR4

Deixe uma mensagem