Embolia

A embolia é o alojamento de um embolus, um pedaço de material causador de obstrução, dentro de um vaso sanguíneo. A embolia é portanto a obstrução de um vaso pelo deslocamento de um trombo até o local da obstrução, denominando-se então tromboembolia, quando desloca tecido adiposo, embolia gordurosa, quando desloca ar ou outro gás, embolia gasosa e quando desloca um corpo estranho, iatrogênicas, como pontas de cateter. A obstrução do vaso pode levar a complicações mais evidentes a jusante, no caso de embolias em artérias ou a montante, no caso de acometimento de veias ou vasos linfáticos.

Tipos de Embolia

Existem vários tipos de embolia:

Embolia Pulmonar: um embolo, geralmente formado na
perna (às vezes conhecido como trombose da veia profunda ou TVP ), se
aloja em uma das artérias dos pulmões. Muitas embolias são dissolvidas
pelo corpo e saem sozinhas; no entanto, a embolia pulmonar grave pode
causar a morte.

Embolia Cerebral: se um coágulo de sangue viaja para
o cérebro, isso causa um acidente vascular cerebral (AVC) ou um ataque
isquêmico transitório (AIT) também conhecido como mini AVC.

Embolia Retiniana: pequenos coágulos que não
bloqueiam uma grande artéria podem bloquear os pequenos vasos sanguíneos
que alimentam a retina na parte de trás do olho. O resultado geralmente
é cegueira súbita em um olho.

Embolia Séptica: ocorre quando as partículas criadas por infecção no corpo atingem a corrente sanguínea e bloqueiam os vasos sanguíneos.

Embolia Amniótica: nem todos os êmbolos são feitos
de sangue coagulado. Na gravidez, o útero é preenchido com líquido
amniótico, que protege o feto. O líquido amniótico pode embolizar e
alcançar os pulmões da mãe, causando embolia amniótica pulmonar.

Embolia Gasosa: os mergulhadores que voltam
rapidamente à superfície podem desenvolver uma embolia de ar. Essas
bolhas de ar podem bloquear o fluxo sanguíneo arterial.

Embolia Gordurosa: se as partículas de gordura ou medula óssea forem introduzidas na circulação sanguínea, elas podem bloquear os vasos sanguíneos da maneira como um coágulo de sangue ou uma bolha de ar.

Causas da Embolia

A maioria das embolias acontece com pessoas que têm predisposição ou fatores de risco para formação de coágulos sanguíneos. Esses fatores podem ser o tabagismo ou doença cardíaca.

Além deles, existem outras causas para os diversos tipos de embolia, e
incluem pressão arterial elevada, aterosclerose (acumulação de placa
gordurosa nos vasos sanguíneos) e colesterol alto.

A principal causa da maioria das embolias pulmonares é a trombose venosa profunda (TVP). Esta é uma condição em que as veias das pernas desenvolvem coágulos.

Os agentes naturais no sangue geralmente dissolvem pequenos coágulos
sem causar nenhum efeito de bloqueio. Alguns coágulos são muito grandes
para se dissolver e são grandes o suficiente para bloquear grandes vasos
sanguíneos dos pulmões ou do cérebro.

Condições onde o fluxo sanguíneo fica lento nas pernas, podem promover a coagulação. Algumas pessoas podem desenvolver uma trombose venosa ou embolia pulmonar depois de ficarem sentadas em voos longos ou após a imobilização da perna em um molde, ou depois do repouso prolongado na cama sem mover as pernas.

Outras causas associadas à TVP ou à embolia pulmonar incluem câncer, cirurgia prévia, perna quebrada ou quadril e condições genéticas que afetam as células do sangue, onde a chance de formação de coágulos sanguíneos é bem maior.

Tratamento e Prevenção

O tratamento para tromboembolismo (embolia de coágulos sanguíneos) envolve medicamentos anticoagulantes ou trombolíticos. Anticoagulantes, como heparina ou varfarina, são os principais medicamentos administrados para embolia pulmonar.

Os anticoagulantes previnem uma maior coagulação do sangue. Os trombolíticos, como a alteplase e a estreptoquinase, ajudam o organismo a dissolver o coágulo original.

A forma mais eficaz de prevenir a embolia pulmonar é evitar que a trombose venosa forme ou comece a se mover nos vasos sanguíneos. Se você tiver TVP, pode ser prescrito um anticoagulante.

Anticoagulantes também podem ser administrados a pessoas com embolia para prevenir a condição. Eles também podem proteger contra acidentes vasculares cerebrais.

Os métodos não medicamentais para ajudar a prevenir a trombose e
embolia incluem o uso de dispositivos de compressão e meias de
compressão (para garantir que o sangue não se acumule nas pernas) e
frequentemente esticando, massageando e movendo os músculos da perna, se
você estiver inativo há muito tempo.

Você também pode reduzir seus fatores de risco para obter coágulos sanguíneos, como por exemplo:

  • Evitar o uso de cigarros
  • Manter uma dieta equilibrada
  • Manter peso compatível com estatura
  • Fazer exercício físico diariamente
  • Controlar a pressão arterial

> Arquivos de Apresentações em ppt
> Arquivos de Resumos em pdf

Indicações para anticoagular

Última atualização porMarcioR4
Quanto você gostou deste artigo?0000
Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments