Dor na região do trapézio e escápula

O trapézio é o músculo provavelmente mais atacado por pontos gatilhos miofasciais. Ele pode ser a origem muitas vezes da cefaleia temporal (região lateral da cabeça) e cervicogênica (cefaleias de origem cervical). A trapezalgia, ou dores na região do músculo trapézio na região escapular, consiste no aumento da tensão muscular do musculo trapézio, inflamação da musculatura de origem interescapular e pode estar associado a outras musculaturas próximas da sua região como por exemplo os músculos do manguito rotador e romboides.

Saiba sobre a discinesia da escápula >

Como se divide o trapézio

O trapézio é dividido em 3 partes, o local afetado impacta diretamente nas dores sentidas pelos pacientes:

Superior

Mantém os ombros contra a gravidade ou resistência.  Pontos gatilhos nesta região podem gerar dores na lateral da cabeça, “as cefaleias de tensão”

Média

Retraem as escápulas. Podem ocorrer dores inter escapulares até impressão de intolerância à um casaco pesado ou bolsa pesada.

Inferior

Abaixam os ombros. Estas fibras se tencionam quando nos inclinamos para frente ao sentar. Pontos gatilhos nesta região podem gerar dores na região dorsal e do pescoço.

O trapézio é um dos músculos responsáveis por fazer a lateralização do seu pescoço e/ou elevar os seus ombros.

Quando sentimos dores no trapézio

Podemos perceber sua ação em alguns momentos do dia-a-dia de várias profissões e ocupações como por exemplo:

  • Ao digitar no teclado quando ficamos em uma postura tensa sem o apoio firme das costas ou com o teclado elevado, ao invés de estar em uma postura bem equilibrada e apoiada.
  • Nos esportes, em nadadores de competição com ombro doloroso, utilizam muito esta musculatura na fase.
  • Dirigindo, a parte superior fica mais ativa do que a média e inferior, durante o trânsito e viagens prolongadas.
  • Ao realizar atividades de limpeza doméstica, onde há necessidade de ficar longos períodos limpando prateleiras altas ou regiões altas.
  • Atividades de manutenção como lixar e pintar o teto de casas ou estabelecimentos.
  • Atividades que exijam a elevação e permanência dos braços elevados por longos períodos.
  • Professores que passam várias horas escrevendo em lousas.
  • Dentistas, médicos e profissionais da área da saúde que ficam muito tempo em executando atividades manuais como cirurgias, curativos e terapias manuais.

O incômodo na região dos ombros (trapézio superior), pode ocorrer pelo excesso de uso e sobrecarga da musculatura, inervação debilitada por compressões do disco intervertebral e compressão dos nervos espinais, com ou sem fatores psicossomáticos e alimentares associados.

Exame

Durante o exame, precisamos verificar o início da queixa da dor, realizar testes de força muscular. Quando apenas o trapézio está envolvido, não há muitas limitações na rotação da cabeça. o movimento mais restrito é a flexão lateral da cabeça e do pescoço. Esta inclinação passiva pode estar reduzida a 45º ou menos.

Desigualdade de comprimento do músculo

A palpação deste músculo por profissionais treinados onde pode haver a presença de dores referidas é muito utilizado como referência para saber se há problemas nesta musculatura. Principalemente provocada por posturas inaquedas.

Postura e a dor na região escapular >

O tratamento para dores no trapézio

O tratamento das dores no trapézio dependerá de uma boa avaliação e atuação nas causas principais conforme citadas acima. Que podem incluir desde o uso de várias técnicas de liberação miofascial para corrigir as disfunções restritivas mecânicas, manipulações das vértebras correspondentes, elementos de reeducação muscular ou até alguma abordagem e/ou encaminhamento para tratar as relações psicossomáticas que podem estar acontecendo na vida do paciente. Estas abordagens combinadas são mais eficazes do que uma ou outra sozinha.

RPG (reeducação postural global) é uma ótima possibilidade de tratamento para este tipo de dores e incômodos que as pessoas sentem. Porque possui uma abordagem global, relacionando o corpo como um todo e atuando nas causas do problema.

Tratamento das dores no trapézio >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Ombro-Brasília
Ombro-Brasília

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília / DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural.

2 Comments

Alexandro

Bom dia, Doutor Após assistir o vídeo, percebi que estou com dores justamente na região mencionada em sua fala. Acredito que seja uma sobrecarga de peso na região do trapézio e como consequência tenha gerado uma inflamação, pois sinto dores fortes que saem do pescoço e vão até as costas(escápula) ao inclinar o pescoço para cima e para baixo. Estou tomando um antiflamatório ( diclofenaco colestiramina) e um relaxante muscular(Flexalgin). Minha dúvida consiste se estes são os medicamentos adequados para o tratamento. att Alexandro

Responder
Ombro-Brasília

Oi, Alexandre, as medicações estão adequadas para o controle da dor. Contudo, como é falado no texto, vc tem de reequilibrar a musculatura da cintura escapular, através de alongamento e fortalecimento, além de correção da postura.

Responder

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *