Pular para a barra de ferramentas

You need to log in or to post to this user's Wall.

  • Classificação para fraturas de olécrano

    Tipo I – Sem desvio e estáveis.Tipo II – Desviadas:

    Fratura avulsão.Fratura transversa.Fratura cominutiva.Fratura-luxação.

  • @brunolobo31
    Olá, você pediu associação no grupo de ortopedistas, mas não preencheu seu perfil completo, com endereço de rede social ou foto de carteira profissional comprovando que é ortopedista. Isto é necessário, pois o acesso é liberado somente para ortopedistas ou residentes da área. Pode ser enviado por aqui ou para o email contato@traumatolo…[Leia mais]


  • @andre-macedo
    Olá, você pediu associação no grupo de ortopedistas, mas não preencheu seu perfil completo, com endereço de rede social ou foto de carteira profissional comprovando que é ortopedista. Isto é necessário, pois o acesso é liberado somente para ortopedistas ou residentes da área. Pode ser enviado por aqui ou para o email contato@traumatol…[Leia mais]


  • @dudubh
    Olá, você pediu associação no grupo de ortopedistas, mas não preencheu seu perfil completo, com endereço de rede social ou foto de carteira profissional comprovando que é ortopedista. Isto é necessário, pois o acesso é liberado somente para ortopedistas ou residentes da área. Pode ser enviado por aqui ou para o email contato@traumatologiaeo…[Leia mais]


  • O vídeo foi construído a partir de cinco imagem distintas capturadas em 2018 pelo Mars Express, um satélite da ESA que orbita Marte há 17 anos. As imagens foram adquiridas pela Câmera Estéreo de Alta Resoluç […]

  • Classificação para fraturas do côndilo lateral e medial de crianças

    Côndilo lateral:

    Tipo I: A linha de fratura cursa lateralmente à tróclea e pelo sulco capítulotroclear. Trata-se de uma fratura […]

  • Classificação usada para fraturas da cabeça do rádio

    Tipo I: marginal sem desvio.Tipo II: marginal com desvio.Tipo III: cominuta envolve toda cabeça.Tipo IV: tipo 3 + luxação.

  • Schenck RC et al

    KDI: Ruptura isolada de um ligamento cruzado (LCA ou LCP) e/ou colaterais.

    KDII: LCA/LCP rompidos, ligamentos colaterais intactos (clinicamente raros).

    KDIIIM: LCA/LCP/LCM rompidos. LC […]

  • Tipo I: Cisalhamento do platô lateralTipo II: Cisalhamento e depressão do platô lateralTipo III: depressão isolada do platô lateralTipo IV: Cisalhamento do platô medialTipo V: Bicondilares, sem dissociaçã […]

  • A classificação de Johnson modificada por Myerson é utilizada para avaliar a insuficiência do tendão tibial posterior, levando ao pé plano adquirido:

    Estágio I: Edema, dor e inflamação no trajeto do […]

  • Fraturas da espinha tibial (eminência intercondilar)

    Tipo I: fratura avulsão, sem desvio

    Tipo II: elevação angular da porção anterior, em dobradiça, com a borda posterior íntegra

    Tipo III: desl […]

  • Classificação utilizada para fratura do colo femoral de crianças

    Tipo I: Fraturas transepifisárias, com ou sem deslocamento da cabeça femoral

    Tipo II: Fraturas transcervicais

    Tipo III: F […]

  • Classificação utilizada para luxação acromioclavicular

    TipoCaracterísticasRadiografiaQuadro clínicoTipo Idistensão dos lig acromioclaviculares35% dos casossem alteraçõesdor sem deformidadeTipo IIruptur […]

  • Classificação usada para lesões no pé diabético

    Grau I: Pele intacta, mas representa uma lesão pré-ulcerativa, com eritema, formação de calosidade e possível hemorraria intradérmica sobre proeminênci […]

  • Danis em 1949 e posteriormente Weber em 1972 classificaram as fraturas de tornozelo pela radiografia, relacionando a fratura da fíbula com a sindesmose.

    Tipo A – fratura da fíbula abaixo da sindesmose – c […]

  • Segundo a classificação de Zuckerman, a capsulite adesiva é dividida em primária ou idiopática, quando não há um fator precursor da doença, e secundária em que há um fator causador conhecido, podendo s […]

  • Em 1983 Kleinert e Verdan propuseram um sistema de classificação em zonas para as lesões de tendão no nível do punho e da mão.

    Zonas de lesão dos tendões flexores:

    Distal a inserção do flexor superfici […]

  • Lauge-Hansen em  1950 descreveu experimentos em cadaveres, produzindo certos tipos de fraturas conforme a força aplicada. Cada padrão foi definido por 2 fatores:

    a posição do pé no momento do trauma (pron […]

  • Diáfise do Fêmur Classificação de Winquist e Hansen -traço de fratura-

    Classificação usada para fraturas da diáfise femoral, que tem como parâmetro o grau de cominuição da fratura.

    Tipo I: fratura […]

  • Classificação para joelho flutuante no adulto:

    Tipo 1: Fratura da diáfise do fêmur e da tíbiaTipo 2A: Fratura da diáfise do fêmur e fratura intrarticular da tíbiaTipo 2B: Fratura da diáfise do tíbia e fra […]

  • Carregar mais

New Report

Close

error: Alerta: Conteúdo é protegido!!

MarcioR4

MarcioR4

@marcior4

ativo 5 minutos atrás