Distensão muscular

Contratura ou distensão muscular é uma dor localizada em um músculo, porém sem sinais de ruptura.

Normalmente, as distensões musculares ocorrem por conta de exercícios ou atividades muito exaustivas ou um esforço súbito, que foram realizadas sem o devido preparo e acompanhamento. Nesse caso, o músculo passou por um esforço muito grande, além de sua capacidade, e foi lesionado, porém, sem que nenhuma fibra fosse rompida. É comum a pessoa queixar-se de endurecimento na região atingida.

Na realidade, ao fazer esforço muito intenso, o músculo contrai-se de maneira incorreta e não volta ao seu estado normal de relaxamento. As contraturas podem acontecer também quando uma pessoa está muito tensa, em algumas situação de estresse. Embora muitos acreditem que este é um problema apenas de atletas e esportistas, contraturas também são comuns, por exemplo, em pessoas que trabalham em escritório, onde não há um programa de orientação postural ou devido a longas e repetitivas atividades realizadas.

A importância do alongamento e aquecimento

A maioria desconhece ou não entende a importância de preparar o músculo antes do desempenho de uma atividade, mesmo que seja uma atividade do dia-a-dia, sem muita carga. Tanto a vida sedentária quanto as atividades físicas em excesso promovem o encurtamento das fibras musculares, o que gera uma redução na flexibilidade do indivíduo.

Saiba mais sobre como realizar o aquecimento e alongamento >

Ao alongar, estamos impedindo este encurtamento e garantindo que a fibra muscular mantenha-se estirada sem comprometer a flexibilidade.

Atleta amadores são os mais atingidos

Os chamados “atletas de fim-de-semana” são os que mais sofrem com as contraturas, justamente porque não possuem preparo físico adequado, nem passam por um acompanhamento qualificado.

A prevenção das contraturas depende de: manutenção de boa qualidade muscular e conhecimento dos limites.

Recomendações para o paciente que sofre uma contratura

  • Aplicar gelo no local da lesão por 20 minutos, 3-4x/dia até melhora dos sintomas;
  • O músculo atingido não deve mais ser forçado por 2 semanas;
  • Realizar alongamentos pouco intensos quando melhorar a dor;

Conheça sobre quando utilizar a compressa quente ou fria >

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments