Classificação de Lauge-Hansen

Lauge-Hansen em  1950 descreveu experimentos em cadaveres, produzindo certos tipos de fraturas conforme a força aplicada. Cada padrão foi definido por 2 fatores:

  • a posição do pé no momento do trauma (pronação ou supinação)
  • a força aplicada no tornozelo (adução, rotação externa ou abdução)

Cada padrão foi dividido em estágios, descrevendo a sequência de lesões que a força produz.

Supinação-adução

  • Estagio I: fratura transversa do maléolo lateral abaixo de pilão tibial
  • Estagio II: fratura vertical do maléolo medial

Supinação-rotação externa

  • Estagio I: lesão da sindesmose anterior (lig tibio-fibular anterior)
  • Estagio II: fratura oblíqua do maléolo lateral com a direção do traço de anteroinferior para posterossuperior
  • Estagio III: lesão do ligamento tibio fibular posterior ou fratura do maléolo posterior
  • Estagio IV: fratura do maléolo medial ou lesão do ligamento deltóide

Pronação-abudução

  • Estagio I: fratura transversa do maléolo medial ou lesão do ligamento deltóide
  • Estagio II: ruptura da sindesmose com lesão da membrana interóssea
  • Estagio III: fratura fibular alta

Pronação-rotação externa

  • Estagio I: fratura transversa do maléolo medial ou lesão do ligamento deltóide
  • Estagio II: lesão da sindesmose anterior (lig tibio-fibular anterior)
  • Estagio III: fratura oblíqua do maléolo lateral com a direção do traço de anterosuperior para posterosinferior
  • Estagio IV: lesão do ligamento tibio fibular posterior ou fratura do maléolo posterior
Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
0
"Gostaria de saber o que pensa do assunto, deixe um comentário ou dúvida aqui"x
()
x

New Report

Close