Cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior: período pós-operatório

Reconstrução do ligamento cruzado anterior (LCA). Como é a recuperação?

Como já dito em outros artigos, o ligamento cruzado anterior do joelho funciona como um grande estabilizador, mantendo os ossos Fêmur e Tíbia estáveis do ponto de vista anteroposterior e rotacional. A lesão do ligamento cruzado anterior (LCA) é muito comum no mundo dos esportes principalmente no futebol, devido à redução da velocidade do praticante ou mesmo colidir-se com outros jogadores.

Por que o ligamento cruzado anterior se rompe?

O ligamento cruzado anterior pode ser lesionado de diversas maneiras:

Desaceleração
Uma parada brusca ou mesmo colisão
Mudança rápida de direção
Entrose do joelho

Normalmente a lesão do ligamento cruzado anterior, vem com a sensação de instabilidade ao andar, que o joelho perdeu o “eixo”. Podemos pontuar outros sintomas tipos de lesão do ligamento cruzado, como dor e inchaço após a ruptura total ou parcial e mobilidade reduzida e desconforto ao caminhar.

A cirurgia

A cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado anterior é padronizada no mundo todo e sua técnica vem sofrendo modificaçoes no decorrer do tempo. Isso para que se tenha uma reconstrução o mais anatomica possivel, ou seja, o mais proxima do ligamento original. Hoje, a cirurgia é realizada de maneira artroscópica, pois é menos invasiva e realizada por pequenos cortes. A vantagem desta técnica menos invasiva incluem menos dores, menor tempo no hospital e também de recuperação. Atletas envolvidos em esportes de agilidade voltam à prática do esporte rapidamente com o devido acompanhamento, pós-cirúrgico que incluem, inicialmente repouso, fisioterapia, e musculação para o fortalecimento dos músculos ao redor do joelho. Em 95% dos casos cirúrgicos retomam suas atividades esportivas em seis a 9 meses meses.

Como é a recuperação da reconstrução do ligamento cruzado anterior no período pós-operatório?

Fase 1: controle a dor e a inflamação e manter repouso com duração de 15 dias.
Fase 2: extensão e flexão de até 90º graus mobilização da patela com duração de 4 a 6 semanas.
Fase 3: controle motor e ganho muscular, em geral, vai até o 3º mês.
Fase 4: fortalecimento muscular e propriocepção através de atividades funcionais, do 3º ao 6º mês.
Fase 5: Regresso a prática esportiva.
Fase 6: Retorno pleno ao esporte com o auxilio de uma equipe multidisciplinar, vai lentamente regressando ao esporte.

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close