Braquimetatarsia

A braquimetatarsia é uma doença que se caracteriza pelo encurtamento de um ou mais metatarsos.

Pode ocorrer em um dos pés ou em ambos ao mesmo tempo. Em alguns casos encontramos mais de um metatarsos acometido no mesmo pé (não muito comum).

Mais comum de ocorrer no 4° metatarso, seguido pelo 5° e 1° metatarsos.

Bilateralidade (ambos os pés acometidos) ocorre em 72% dos casos.

Causas

Acredita-se que a causa da braquimetatarsia seja o fechamento prematuro da zona de crescimento do metatarso. Quando ocorre o fechamento desta zona de crescimento o osso para de crescer não atingindo o seu tamanho final esperado.

A etiologia de um metatarso curto pode ser congênita ou adquirida.

Congênitas

Síndromes sistêmicas, endocrinopatias e displasias.

  • Síndrome de Down;
  • Síndrome de Turner;
  • Síndrome de Apert;
  • Osteodistrofia de Albright.

Adquiridas

  • Trauma;
  • Infecção;
  • Tumor;
  • Doença de freiberg;
  • Radiação;
  • Cirurgias prévias;
  • Anemia falciforme;
  • Displasia epifisária múltipla;
  • Osteocondromas hereditários múltiplos;
  • Artrite reumatoide juvenil.

Sintomas

  • Dor;
  • Comprometimento functional;
  • Calosidades;
  • Aparência do pé (Estética).

A maior procura por atendimento é por parte das mulheres e a maior queixa é a aparência dos pés (estética).

Grande parte dos pacientes relata um certo descaso em relação ao seu problema por parte dos profissionais de saúde, isto ocorre por se tratar, na maioria dos casos, de uma queixa estética e não funcional, não causando prejuízo de mobilidade ou dor ao paciente. Nesta situação devemos avaliar o paciente como um todo, pois muitos apresentam sofrimento psicológico chegando a passar a vida toda sem utilizar calçados abertos.

Ao indicar um procedimento para reestabelecer o comprimento do metatarso  não estamos pensando somente na questão estética, estamos pensando, também, na parte psicológica do paciente.

Vale salientar que em vários casos o procedimento é realizado para melhora da dor e funcionalidade do pé.

Tratamento

Correção em Tempo Único x Distração Osteogênica (Alongamento Ósseo).

Correção em Tempo Único (Correção Aguda)

Realiza-se um corte no metatarso e este é alongado de forma agua entre 1cm e 1,5cm e preenchido com enxerto ósseo retirado do próprio paciente. Normalmente o enxerto é retirado do ilíaco do paciente.

Desvantagens

  1. Pequeno ganho de comprimento;
  2. Risco elevado de danos neurológicos e vasculares;
  3. Necessita de procedimento adicional para retirada de enxerto gerando cicatriz e morbidade ao paciente.

Distração Osteogênica (Alongamento Ósseo)

Realiza-se a montagem de um mini fixador externo no metatarso curto e realiza-se um corte no osso. Espera-se 5 dias e após inicia-se o alongamento gradual de 0,5mm/dia até atingirmos o comprimento desejado.

Vantagens

  1. Bons ou excelentes resultados – 80 a 100%. – DO;
  2. Não necessita de enxerto (menos morbidade para o paciente);
  3. Tendão é gradualmente esticado;
  4. Complicações neurovasculares menos freqüentes;
  5. Liberação de carga inicia mais breve;
  6. Mais alongamento é possível.

Saiba mais:

Inscrever-se
Avisar sobre
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Traumatologia e Ortopedia
0
Deixe um comentário ou dúvida sobre o assunto aqui. Não precisa de conta, todos podem escrever.x
()
x

New Report

Close