Importância da capacidade funcional e fragilidade no idoso

A capacidade funcional deve guiar o cuidado ao idoso, levando em consideração os conceitos de autonomia e independência. A autonomia é a capacidade individual de decisão e de comando sobre suas ações, e a independência é a capacidade de realizar atividades sem auxílio.

O envelhecimento é um fenômeno natural que tem grande repercussão na população. Isso porque está relacionado ao aumento de doenças crônicas e síndromes geriátricas, podendo levar a redução da expectativa de vida saudável e prejudicando a autonomia e a independência funcional do idoso.

Importância da capacidade funcional e fragilidade no idoso 1

O comprometimento a capacidade funcional

O comprometimento da capacidade funcional do idoso tem implicações importantes para a família, à comunidade, para o sistema de saúde e para a vida do próprio idoso.

Uma vez que a incapacidade ocasiona maior vulnerabilidade e dependência na velhice, contribuindo para a diminuição do bem-estar e da qualidade de vida dos idosos.

A síndrome de fragilidade no idoso

A fragilidade física é definida como “uma síndrome médica com múltiplas causas, caracterizada pela diminuição da força, resistência e redução das funções fisiológicas que aumentam a vulnerabilidade do indivíduo para o desenvolvimento e aumento da dependência e/ou morte”.

Como avaliar a capacidade funcional do idoso

A síndrome de fragilidade no idoso pode ser verificada por meio de cinco características biológicas mensuráveis, que compõem o fenótipo da fragilidade: redução da velocidade da marcha, redução da força de preensão manual, perda de peso não intencional, diminuição do nível de atividade física e autorrelato de fadiga/exaustão. O idoso que apresentar três ou mais dessas características pode ser considerado frágil, aquele que apresentar uma ou duas características encontra-se em um estado anterior à fragilidade (pré-frágil) e aquele que não apresentar nenhuma das características citadas é considerado idoso não frágil. No presente estudo, será utilizado o termo condição de fragilidade para se referir aos idosos pertencentes aos grupos pré-frágil e frágil.

A perda da massa óssea e muscular e consequente decréscimo da qualidade e do desempenho musculoesquelético podem levar à síndrome da fragilidade em idades avançadas, além de incapacidade e dependência, quedas frequentes e hospitalizações.

Tratamento da osteoporose >

A sarcopenia é uma das síndromes geriátricas e caracteriza-se como uma progressiva e generalizada diminuição da massa muscular esquelética com risco de desfecho adversos como incapacidade funcional, pior qualidade de vida e morte.

Este processo é considerado lento, progressivo e aparentemente inevitável, até mesmo naqueles indivíduos saudáveis e fisicamente ativos e suas consequências afetam diretamente a funcionalidade e qualidade de vida de muitos idosos, com sérias repercussões sobre os aspectos sociais, econômicos e de saúde.

Testes para avaliação da capacidade funcional

Capacidade aeróbica (Teste de Caminhada de 6 minutos e Escala de Borg)

O teste que avalia a capacidade aeróbica é o Teste de caminhada de 6 minutos. Ele mensura a distância máxima que pode ser percorrida em uma caminhada durante 6 minutos, ao longo de um percurso de 30 metros de comprimento.

Ele deve ser realizado em um corredor de linha reta e a distância deve ser sinalizada a cada 3 metros. O participante deverá ser previamente orientado a vestir roupas confortáveis e calçados adequados para caminhada.

O teste deve ser realizado pelo menos 2 horas após as refeições e nesse período o participante não pode ter realizado exercício físico rigoroso.

Para a realização do teste, o participante deverá realizar um repouso de no mínimo 10 minutos. Durante esse tempo, serão avaliadas as contra indicações absolutas (angina instável, infarto agudo do miocárdio recente). E relativas (pressão arterial acima de 180X100mmHg, frequência cardíaca de repouso maior que 120bpm) do teste.

E aplicada escala de Borg, que é uma escala de 10 pontos e cada número corresponde a uma intensidade de falta de ar, desde “nenhuma falta de ar” até “falta de ar máxima”.

Os participantes devem ser treinados antes da realização do teste, e realizar o teste uma única vez, com um intervalo de 15 minutos após o término do treino.

O teste deve ser interrompido caso o participante relate dores em membros inferiores, taquicardia, dispneia ou qualquer outro desconforto.

Para análise utilize a equação de Enright e Sherril:

Importância da capacidade funcional e fragilidade no idoso 2

Teste de força de membros superiores (Dinamômetro de mão)

A avaliação da força muscular dos membros superiores pode ser avaliada com um dinamômetro de mão com graduação em escala quilograma-força (kgf).

Para realizar o teste o idoso deve ficar sentado confortavelmente em uma cadeira sem braços, com os pés apoiados no chão e quadril e joelho posicionados a aproximadamente 90 graus de flexão.

Ombro do membro testado deve estar em adução e rotação neutra, cotovelo em flexão de 90 graus, antebraço na posição neutra e punho entre 0 e 30 graus de extensão e entre 0 a 15 graus de adução.

A mão do membro não testado deve repousar sobre a coxa do mesmo lado. O teste de preensão palmar deve ser realizado bilateralmente, o idoso deve apertar a alça do aparelho por três vezes com cada mão, sendo registrado o maior valor obtido.

Teste de força de membros inferiores (Teste de sentar e levantar da cadeira)

A força dos membros inferiores pode ser mensurada por meio do Teste de sentar e levantar da cadeira em 30 segundos.

O teste inicia com o idoso sentado em uma cadeira, com as costas encostadas e os pés afastados à largura dos ombros e totalmente apoiados no solo. Os membros superiores devem estar cruzados ao nível dos punhos e contra o peito.

Ao sinal de “partida” o idoso deve levantar e sentar o máximo de vezes em um intervalo de tempo de 30 segundos.

A pontuação será obtida pelo número total de execuções corretas durante 30 segundos. Caso o idoso esteja no meio da elevação no final dos 30 segundos, esta será considerada como uma elevação completa.

Teste de mobilidade funcional (Timed up and Go)

A mobilidade funcional pode ser avaliada por meio do teste Timed Up and Go (TUG). Ele deve ser realizado com o idoso totalmente sentado em uma cadeira, com os pés totalmente apoiados no solo.

Ao sinal de “partida” deverá levantar da cadeira. Caminhar por uma distância de 3 metros, demarcada por cones, fazer a volta no cone e retornar em linha reta até sentar novamente na cadeira.

O avaliador deverá iniciar o cronômetro ao sinal de “partida” quer a pessoa tenha ou não iniciado o movimento. E pará-lo no momento exato em que a pessoa se senta, assim terá o resultado, em segundos do teste.

Quanto maior o tempo de execução do teste, maior declínio funcional, para adultos saudáveis é considerado como valor normal 10 segundos gastos para realização do teste, tempos acima de 10 segundos indicam um grau acentuado de comprometimento funcional.

Teste de flexibilidade de membros superiores (Teste de alcançar atrás das costas)

Para a flexibilidade dos membros superiores, utilize o teste alcançar atrás das costas. Nesse teste o idoso deverá colocar a mão sobre o mesmo ombro, a palma aberta e os dedos estendidos, alcançando o meio das costas tanto quanto possível (cúbito apontado para cima).

A mão do outro braço estará colocada atrás das costas, a palma para cima, alcançando para cima o mais distante possível na tentativa de tocar ou sobrepor os dedos médios estendidos de ambas as mãos.

Sem mover as mãos do participante, a avaliadora deve ajudar a verificar se os dedos médios da mão estão direcionados um ao outro.

Avalie os dois lados e não será permitido o avaliado reposicionar ou tentar unir as mãos após a primeira tentativa. A distância da sobreposição, ou a distância entre as pontas dos dedos médios será medida com uma régua.

Os resultados negativos (-) representam a distância mais curta entre os dedos médios. Os resultados positivos (+) representam a medida da sobreposição dos dedos médios. Serão registradas as duas medidas. O “melhor” valor será usado para medir o desempenho.

Teste de flexibilidade de membros inferiores (Teste de sentar e alcançar com Banco de Wells)

A flexibilidade dos membros inferiores deve ser avaliada por meio do teste sentar e alcançar de Wells.

O teste inicia na posição sentada em cima de um tablado neurológico (para que não precise sentar no chão), com os joelhos estendidos e os pés tocando a base inicial do banco de Wells.

O aluno irá realizar uma flexão de tronco com os membros superiores estendidos e as mãos sobrepostas. O teste deve ser realizado 3 vezes, registrando-se o maior valor alcançado ao final do movimento.

Tratamento fragilidade no idoso

A literatura científica tem apontado para os benefícios que a prática de atividade física proporciona aos idosos, sendo importante na prevenção de doenças, manutenção da independência e melhoria da qualidade de vida. A fragilidade é uma das razões mais importantes para prescrever o exercício físico, pois este é considerado como fator de proteção.

Marcar avaliação >
Exercícios de Pilates >

Referências:

Força de preensão manual e atividade física em idosos fragilizados
Valores de referência de força de preensão manual em ambos os gêneros e diferentes grupos etários. Um estudo de revisão

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

SuperIdade
SuperIdade

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia, Fisioterapia e Acupuntura em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; controle da dor articular e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.

1 Comment

Fabio Motta

Muito bem explicado, não conhecia todas essas medidas de avaliações no idoso... Obrigado por compartilhar. Quiro Salus - Quiropraxia https://quirosalus-quiropraxia.com.br/

Reply

Escreva uma Mensagem ou Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *