Lesões prevalentes no basquete

O basquete é um esporte coletivo no qual apesar de ser definido como um esporte de pouco contato, ocorre um contato constante entre os atletas, inclusive entre companheiros da mesma equipe. Trata-se de uma modalidade esportiva na qual acontecem situações muito variadas: repetição de gestos, acelerações e desacelerações bruscas, deslocamentos laterais, saltos, etc. Além disso, as características antropométricas do jogador de basquete são muito peculiares, com o predomínio de grandes estaturas e pesos elevados. Por estas razões, o basquete é um esporte no qual ocorre uma grande variedade de lesões, tanto agudas como as provocadas pela repetição dos gestos motores, ou seja, lesões por sobrecarga. Em algumas ocasiões há um mecanismo múltiplo para as lesões.

A entorse do tornozelo é a lesão mais frequente no basquete. O ligamento mais afetado é o calcaneofibular, já que em 9 de cada 10 casos o mecanismo de lesão é a inversão do tornozelo causada por uma má queda no solo ou por pisar em outro jogador. Não devemos esquecer o possível comprometimento da sindesmose tibiofibular ou a implicação de mais de um dos três grupos de ligamentos do tornozelo: calcaneofibular + talofibulares; deltóide (medialmente) e sindesmose tibiofibular.

Nos demais tipos de lesões há uma incidência variada, com destaque para a tendinite do tendão patelar e a condropatia femoropatelar, manifestações claras de um comprometimento do mecanismo extensor da perna em um esporte que envolve saltos, como é o basquete. A lombalgia é uma queixa frequente do jogador de basquete e está relacionada com a sobrecarga da coluna lombar em movimentos de rotação e flexoextensão, com contusões e deslocamentos provocados por outros jogadores. A entorse do joelho, com frequente lesão do ligamento cruzado anterior, é outra das lesões frequentes nos jogadores de basquete. Outra lesão freqüente, é representada pelas entorses e luxações dos dedos das mãos, geralmente causadas pela própria bola. As outras lesões têm uma incidência menor mas devem ser consideradas pela gravidade potencial das suas seqüelas, como ocorre com a tendinite do calcâneo, a fasciíte plantar, as hérnias e protrusões discais, luxação de ombro e as roturas de meniscos.

Lesões musculares principalmente nos membros inferiores: isquiotibiais, adutores, tríceps sural e quadríceps.

TEM ALGUMA DÚVIDA? Deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Esportiva-Brasília
Esportiva-Brasília

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.