Como correr controlando o ritmo

A grande maioria das provas de corrida de resistência dos Testes Físicos, ou comumente chamada de Teste de 12 minutos, são realizadas em uma pista de atletismo de 400 metros.

No entanto, é comum candidatos correrem de forma desenfreada, sem nenhum controle do ritmo ou velocidade. E você sabe correr controlando o tempo para cada volta nessa pista de 400 metros?

A primeira recomendação é o aluno esquecer qualquer candidato a sua frente e realizar a corrida em uma velocidade constante, no seu ritmo treinado.

Como saber meu ritmo de corrida?

Veja o índice que deseja alcançar no teste de acordo com o edital, deixando uma margem de segurança. Por exemplo, se for homem, o índice mínimo é 2.400 metros. Então com a margem de segurança, coloca-se a índice de 2.450 a 2500 metros. Outro exemplo, se for mulher, o índice previsto no edital para o concurso tal é de 2.200 metros. Com a margem de segurança, coloca-se o índice mínimo de 2.300 metros. Lembrando que o candidato pode até colocar valores maiores aos exemplificados aqui.

Então com essa distância mínima a ser alcançada, o candidato deve fazer o seguinte cálculo: fazer uma regra de 3 simples, de acordo com a descrição abaixo:

e t = 1,92 minutos, precisa-se transformar a fração em segundos, através de uma nova regra de 3. Se 1 minuto é 60 segundos, 0,92 é x. Daí, x= 55 segundos. Isto é, 1,92 equivale a 1 minuto de 55 segundos.

Portanto, o candidato precisará correr cada volta no tempo de 1 minuto de 55 segundos.

Então, CORRA NO SEU RITMO, NA VELOCIDADE PARA CADA VOLTA.

Como se controla esse tempo?

Vamos ensinar agora como controlar a velocidade dentro do tempo estipulado.

Para isso, é importante o candidato ter um relógio digital no pulso com alarme regressivo e rotativo. Isto é, o candidato coloca o tempo calculado para cada volta (ex: 1 minuto e 55 segundos) no cronômetro regressivo. Ao ser dada a largada, o aluno aciona esse cronômetro regressivo. Ao chegar nas proximidades da primeira volta, ele fica atento ao aviso sonoro do relógio.

Ou seja, se o relógio tocar antes do aluno chegar na linha da primeira volta, é porque o aluno está atrasado, necessitando de que ele acelere a velocidade. Se o relógio tocar depois do aluno passar pela linha da primeira volta, é porque o aluno está adiantado, necessitando de que ele diminua a velocidade.

O ideal é que o aluno passe nas proximidades (de 2 a 3 metros) da linha da volta dos 400 metros sempre quando o relógio tocar. Esse é um método muito eficaz, mas que necessita de treinamento e familiarização com o relógio.

Para quem pensou na ajuda de algum amigo ou parente que pode cantar o tempo na medida em que o candidato for passando pela linha da volta dos 400 metros, esqueça essa ideia. Muitas bancas deixam claro de explicitamente que o candidato que receber QUALQUER ajuda externa será DESCLASSIFICADO. Portanto, esqueçam essa ideia. Racionem realizar o TAF sem ajuda de ninguém.

05 dicas para treinar para o TAF >
Melhorar sua corrida e evitar lesões >

TEM ALGUMA DÚVIDA? Então deixe uma pergunta nos comentários abaixo, que será respondida.

Esportiva-Brasília
Esportiva-Brasília

Dr. Márcio R. B. Silveira, criou a Clínica Salus Ortopedia e Fisioterapia em Brasília-DF, para atuar principalmente no tratamento de lesões de cartilagem, buscando sua reparação e transplante; lesões de menisco com sutura em crianças e reparo; rupturas ligamentares articulares e sua reconstrução biológica e prevenção; tratamento da artrose, com medidas medicamentosas e artroplastias; tendinites e rompimento de tendões provocadas tanto por atividades esportivas, como por alterações degenerativas; fraturas em idosos que apresentam ossos mais frágeis; e enfoque na reabilitação muscular e postural, através de protocolo exclusivo baseado na análise cinemática da marcha.