Ciências Básicas

Coluna

Infantil

Joelho

Mão

Ombro

Tornozelo e Pé

Quadril

Tumores

Discussões Osteomielite/Infecções

Questão Osteomielite/Infecções 001

Discussão:

Ambos os valores são pouco específicos, mas bastante sensíveis. Em situações inflamatórias, a PCR aumenta mais rápido do que a VHS e normaliza-se mais rápido, também. No gabarito oficial, a resposta correta é a C, provavelmente porque a diferença entre ambas é muito importante com relação à diminuição com a resposta ao tratamento, mas não tão significante com relação à elevação.

Questão Osteomielite/Infecções 002

Discussão:

O biofilme é considerado como uma comunidade de bactérias sésseis com um glicocálix ao seu redor de matéria extracelular. Forma-se após duas a três semanas da infecção inicial e geralmente só pode ser removida com a excisão do tecido/material infectado.

Questão Osteomielite/Infecções 003

Discussão:

Geralmente o ar encontrado em lesões expostas, agudamente, deve-se à entrada de ar com a lesão inicial. Entretanto, após algum tempo, considera-se possível que venha de infecções, produzidos principalmente por C perfrigens e E coli.

Questão Osteomielite/Infecções 004

Discussão:

O titânio torna a formação de biofilme mais difícil do que o aço.
As hastes canuladas apresentam maior superfície para fixação das bactérias.

Questão Osteomielite/Infecções 005

Discussão:

OM hematogênica aguda é o tipo mais comu, geralmente em crianças. Bimodal (menores de 2 anos e 8-12 anos). 50% têm menos de 5 anos. Em menores de 2 anos o risco é maior na MF, e, em maiores de 2, na DF. Agente mais comum: S aureus.
Quadril é a articulação mais comumemente afetada. Úmero proximal é mais comum que rádio próximal e, por fim, fíbula distal.

Questão Osteomielite/Infecções 006

Discussão:

Classificação de Cierny Mader para OMC:
Critérios fisiológicos: A – normal; B – comprometido; C – proibitivo
Critérios anatômicos: 1 – Lesão medular; 2 – Lesão superficial; 3 – Lesão localizada; 4 – lesão difusa.

Questão Osteomielite/Infecções 007

Discussão:

1 – Profunda, 2 – superficial, 3 – localizada, 4 – difusa.
Critérios fisiológicos: A – normal, B – comprometido, C – proibitivo.

Questão Osteomielite/Infecções 008

Discussão:

Salmonella é mais comum em AF e Imunossuprimidos (depois do s aureus); pseudômonas, em usuários de drogas EV; neisseria, nos pacientes com comportamento sexual de risco. Para crianças nesta faixa etária, devido ainda à cobertura vacinal incompleta, é o Haemophilus influenza.
Nota: se perguntarem na prova qual o mais comum em AF e LES, não brigue com a prova. Sempre coloque salmonela, a não ser que você efetivamente possa entrar com recurso depois, porque no Campbell fala claramente que S aureus é mais comum em todos, mas a proporção de salmonela é aumentada nestes casos.

Questão Osteomielite/Infecções 009

Discussão:

Salmonela, assim como falciforme.

Questão Osteomielite/Infecções 010

Discussão:

A infecção se inicia com uma bactéria que invade a junção sinóvia-cartilagem e se dissemina pelo líquido sinovial. Há reação inflamatória inicialmente com PMN e depois LMN (nas próximas 3 semanas). Destruição articular aparente após 4-6 dias. Ocorre após 2 dias da inoculação da bactéria, pela produção de toxinas, enzimas inflamatórias e linfócitos T.
Toxinas bacterianas estimulam a proliferação de linfócitos T.
Destruição completa ocorre em aproximadamente 4 semanas.

Questão Osteomielite/Infecções 011

Discussão:

O mal de pott acomete principalmente a transição toracolombar.

Questão Osteomielite/Infecções 012

Discussão:

O biofilme é uma comunidade de bactérias sésseis com glicocálix. A paixão dos infectologistas ortopédicos, sua razão existencial. Alguns enchem a boca para falar disso. Glicocálix: a fronteira final da infectologia.

Questão Osteomielite/Infecções 013

Discussão:

O medicamento adicionado ao cimento deve ser termoestável, pois, durante o processo de polimerização, o efeito exotérmico tornaria um medicamento termolábil inútil.

Questão Osteomielite/Infecções 014

Discussão:

Critérios de Kocher para artrite séptica:
História de febre
Incapacidade de apoiar o membro
VHS de pelo menos 40
Leucócitos de mais de 12.000
0 preditores = 0,2%
1 = 3%
2 = 40%
3 = 93,1%
4 = 99,6%

Questão Osteomielite/Infecções 015

Discussão:

Principal agente etiológico da discite: S. aureus. No usuário de drogas EV: P. aeruginosa.
M. tubercolosis: principal agente não piogênico.

Questão Osteomielite/Infecções 016

Discussão:

Infecção precoce, que ocorre dentro de duas semanas: predominantemente adquirida durante o trauma ou na cirurgia do implante, causada por organismos altamente virulentos, como S aureus e BGN.

Questão Osteomielite/Infecções 017

Discussão:

Vamos analisar os itens, sem considerar nenhum conhecimento, apenas bom senso:
a) Se você vai esperar culturas, não é mais empírico. A resposta não faz sentido.
b) É melhor comer bola do sarcoma de Ewing, então? Brilha lá no tribunal depois.
c) Se tem uma coisa que aprendi no IOT, depois de inúmeras limpezas, é: se está dando certo, você vai operar por quê? Para purgar?
d) Realmente, hemocultura é um lixo. Com certeza, pegar um fragmento do local infectado terá mais chances de resultados positivos do que esperar achar o bicho na corrente sanguínea.
Agora, com um background de livros texto:
Cirurgia não é necessária sempre, mas é essencial quando se obtem pus na aspiração, ou quando há alterações radiográficas de osteomielite, indicando pus, material necrótico e inflamação crônica. Se estes não estão presentes, pode-se indicar uma tentativa de tratamento com antibiótico, mas apenas após a obtenção de material para cultura. Se o paciente não responder em 36 48 horas, ou o antibiótico está errado, ou se formou um abscesso.
O agente causal pode ser identificado em 50% dos pacientes através de hemocultura; aspiração óssea, por outro lado, na maioria das vezes identifica o organismo. Deve-se realiza-la na área de inchaço e sensibilidade máximas, geralmente na metáfise. Aspira-se o subperiósteo primeiro.

Questão Osteomielite/Infecções 018

Discussão:

Poliartrite séptica causada por S aureus é extremamente grave em pacientes com AR, hemofilia ou imunossupressão, e a mortalidade relatada é de 56%.

Questão Osteomielite/Infecções 019

Discussão:

Não há uma bibliografia específica para esta questão. Entretanto, fatores que são levados em consideração em uma infecção pós osteossíntese para nortear o tratamento cirúrgico:
Tempo – quanto mais precoce a infecção, maior a intenção de se manter o material de síntese.
Estabilidade – material de síntese instável deve ser removido.
Necrose óssea – a presença de sequestro ósseo indica intervenção para limpeza e desbridamento.
Estado geral do paciente – pacientes em sepse por infecção pós operatória indicam tratamento imediato, enquanto nos pacientes estáveis o tratamento pode ser eletivo.

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close