Ciências Básicas

Coluna

Infantil

Joelho

Mão

Ombro

Tornozelo e Pé

Quadril

Tumores

Discussões Infecção

Questão Infecção 001

Discussão:

Comprometimento ósseo e articular ocorre em 10% dos pacientes com tuberculose. 5% apresentam lesão vertebral.
Déficit neurológico ocorre em 10-47% dos pacientes com espondilodiscite por TB.
O déficit pode melhorar espontaneamente ou com quimioterapia. Entretanto, o prognóstico é melhor com cirurgia precoce.
O tratamento para tuberculose óssea tem duração de 6 meses.

Questão Infecção 002

Discussão:

O teste cutâneo não ajuda no diagnóstico, além de propiciar uma reação exacerbada em pacientes que já tiveram a doença. Pacientes com infecções prévias podem ter hiperreatividade com necrose da pele. As outras afirmações estão corretas: acomete mais a coluna toracolombar, tem seu diagnóstico definitivo através de cultura, e a maioria dos pacientes com paraplegia de Pott se recupera.

Questão Infecção 003

Discussão:

Staphylococcus aureus (e epidermidis): 60%. Em caso de uso de drogas endovenosas, é mais comum P aeruginosa. M tuberculosis é o agente não piogênico mais comum. Em discites hematogênicas, a principal causa é ITU.
Fatores de risco para paralisia na espondilodiscite: idade, nível alto de infecção vertebral, doença debilitante (DM, AR, corticoides), S aureus (paralisia por TB não se correlaciona com estes fatores).
4 síndromes de Puig-Guri:
Articular do quadril: dor aguda no quadril, contratura em flexão, movimentação limitada.
Sd. Abdominal: pode simular apendicite
Sd. Meníngea: sugere meningite aguda supurativa ou tuberculosa
Lombalgia/Dorsalgia: aguda ou insidiosa, leve a extrema.
Abscesso paravertebral geralmente se apresenta como inchaço na virilha abaixo do ligamento inguinal por se estender ao longo do psoas.
Alterações no RX aparecem após 2 semanas a 3 meses. A única anormalidade relacionada especificamente a TB é calcificação fina no espaço de partes moles paravertebral.
O tratamento é com ATB EV por 6 semanas, seguido de oral de acordo com clínica.
A maioria, mesmo se não diagnosticada, se resolve em 9-24 meses.
Em crianças, mais comum de 6 a 7 anos. Se menor de 6 anos, pode ser viral.
Fatores de risco para espondilodiscite pós-operatória: maiores de 60 anos, infecção pós operatória prévia, DM2 descontrolada, etilismo, tabagismo, obesidade.

Questão Infecção 004

Discussão:

A infecção se inicia pela placa terminal, com inoculação no disco, e evolui para abscesso epidural e paraespinal. Pode acometer vértebras e discos adjacentes.
É mais comumente por germes gram positivos (s aureus), relacionada a ITU.
O tratamento de escolha é clínico, com antibioticoterapia EV por 6 semanas e VO após de acordo com a clínica. Evita-se intervenção cirúrgica.
O melhor exame para definir o diagnóstico de infecção ainda é biópsia.

Questão Infecção 005

Discussão:

A infecção sempre começa pela placa terminal.

Questão Infecção 006

Discussão:
Comprometimento ósseo acomete 10% dos pacientes, com 5% vertebral. É mais comum na coluna toracolombar. Incidência aumenta com o tempo. Não há diferença entre homens e mulheres.

Questão Infecção 007

Discussão:
Sintomas constitucionais lentos e progressivos são predominantes nos estágios iniciais da doença, incluindo fraqueza, mal estar, sudorese noturna, febre e perda de peso.
Dor é um sintoma tardio associado com colapso ósseo e paralisia.
Envolvimento cervical pode causar rouquidão devido a paralisia do laríngeo recorrente e estridor respiratório (conhecido com asma miliar).

Questão Infecção 008

Discussão:
A infecção vertebral pode ocorrer por diversas formas:
Infecção direta do disco por inoculação através de manipulação.
Disseminação local a partir de estruturas contíguas (abscesso subfrenico, extensão de abscessos abdominais por FAF).
Disseminação arterial – a mais comum. Origina-se nas placas terminais da vértebra, provavelmente nos canais venosos, ou no corpo vertebral em sim, e dissemina secundariamente ao disco conforme a infecção progride.

Questão Infecção 009

Discussão:
A característica da infecção por tuberculose na coluna vertebral é o acometimento de duas vértebras consecutivas, poupando-se o disco, o que as diferencia do acometimento por neoplasias ou outras infecções.

Questão Infecção 010

Discussão:
Vide anterior.

 

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close