Discussões Artrite reumatoide

Questão Artrite reumatoide 001

Discussão:

89% dos pacientes reumatoides apresentam artrites e deformidades sintomáticas dos pés e tornozelos. A deformidade clássica do retropé é o valgo da subtalar, com colapso do arco medial do pé, podendo haver associada tendinopatia do tibial posterior. A deformidade em martelo dos dedos é rara no reumatoide, pois nessa deformidade a alteração se dá principalmente na IFP, com flexão poupando inicialmente a MTF. Nos reumatoides, artrite MTF é muito comum, geralmente com deformidade inicial em extensão da MTF e depois flexão da IFP e luxação progressiva da MTF por desbalanço muscular. Desta forma, a deformidade em garra é mais comum que o dedo em martelo. O local mais comum de acometimento é o Antepé (principalmente MTF), depois retropé e Mediopé.

Questão Artrite reumatoide 002

Discussão:

A deformidade mais comum do retropé é em valgo, que, associada a insuficiência do TP, leva a um pé plano. O Antepé é o mais acometido (2/3), levando a deformidades graves e incapacitantes, em especial dedos em garra (mais comum que martelo). O retropé é o segundo mais acometido, neste caso, a articulação subtalar.
O tratamento do Hálux valgo reumatoide é em geral mais bem tratado com artrodese, devido à lesão articular encontrada na MTF. No caso dos dedos menores, a melhor opção é a ressecção artroplástica da cabeça dos metatarsos (Hoffman).

Questão Artrite reumatoide 003

Discussão:

Acomete mais mulheres que homens. 89% dos pacientes com AR apresentam acometimento sintomático dos pés. 17% dos pacientes iniciam a AR com acometimento do pé. Dos pés acometidos, 89% começam pelo antepé. Hálux, valgo, sub/luxação das MTF, calosidades plantares e dedos em garra.
A primeira manifestação no antepé é a sinovite da MTF, que leva à luxação dorsal dos intrínsecos, perda de função dos extensores, efeito tenodese dos flexores (flexão da IFP e IFD),
culminando com luxação da MTF. Isto também leva a migração distal do coxim plantar, calosidades plantares, úlceras em locais de apoio, calosidades nos dedos. Dedo em martelo isolado raramente ocorre na AR e deve indicar artrite soronegativa.
O acometimento mais comum do Mediopé é na 1 MT-Cunha, levando a colapso do arco longitudinal com ou sem halux valgo associado.
No retropé, o mais comum é o valgo.

Questão Artrite reumatoide 004

Discussão:

A articulação mais acometida do mediopé é a 1 mt-cunha, o que leva a colapso do arco longitudinal do pé e pode ou não estar associada a hálux valgo.

Questão Artrite reumatoide 005

Discussão:

Acometimento mais comum do retropé: valgo.
Acometimento mais comum do Mediopé: cunha-1MT, levando a queda do arco (pé plano) e hálux valgo.
Do antepé, além do hálux valgo, dedos em garra.

Questão Artrite reumatoide 006

Discussão:

A deformidade mais precoce da AR nos pés é sinovite das MTF.
Deformidade resultante da destruição articular na intercuneiforme, naviculocuneiforme, metatarsocuneiforme e metatarsocuboide é incomum. De acordo com Mann, envolvimento da primeira MTF é mais comum e pode levar a instabilidade com colapso do arco longitudinal medial, com ou sem hálux valgo.

Questão Artrite reumatoide 007

Discussão:

Aumento do volume articular – mais evidente nas MTF. Afastamento dos dedos do pé entre si. Bursite intermetatarsal sintomática. Sintomas sugestivos de Neuroam de Morton também são sinais precoces de envolvimento do antepé, quando a bolsa intermetatarsal dilatada pressiona o nervo digital. Compressão latero-lateral desencadeia os sintomas.
As MTF são sempre as articulações mais atingidas no pé reumatoide.
Sinal clássico = hálux valgo, com envolvimento intra-articular das MTF (deformadas em hiperextensão) e das IF (deformadas em flexão nos dedos menores). Rígido em 5,6 a 12,9% dos casos. Nas raras vezes em que se deforma em varo, está quase sempre associado a artrite psoriática.
EM pacientes com envolvimento subtalar, deformidade em valgo ocorre em 25% dos casos. Somente 2% desenvolvem retropé em varo associado a joelho valgo.

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close