Prova Oral

Prova de Atitudes

Noções: torcicolo muscular congênito

Epidemiologia: Causa mais comum de torcicolo no bebê / ¾ à D

Patologia: Contratura do esternocleidomastóideo (fibromatose) / +C na inserção clavicular / pode acometer todo o músculo / dimensão máxima em 1-2 meses / em geral, diminui e desaparece em 1 ano

Relações: Primiparidade, nádegas e parto laborioso / associações com mtt aduto, DDQ, pé equinovaro

Causas: desconhecida (Síndrome compartimental, Compressão intra-útero, Neurogênica, Céls. Mesenquimais, lesão vascular, infecção)

Quadro clínico: massa palpável não dolorosa, aumenta até 4 semanas / se diagnóstico em 6-12 meses, só contratura.

Associação: Displasia quadril / Plagiocefalia posicional

Rx: normais. Só para diagnóstico diferencial / RM: fibrose sem tumor

Tratamento: no 1° ano = conservador: alongamento (90% sucesso) / Observação

Cirúrgico: Se insucesso da FST após 1 ano de idade (assimetria facial e défict de ADM de 30 graus)

Técnica: Liberação bipolar (moderado-grave / entre 3-5ª (atenção com lesão nervo acessório ao liberar mastoideo) ou unipolar (deformidade branda / entre 1-4ª) com ou sem zetaplastia

Prognóstico: melhor em tratados durante 1° ano, limitação não maior que 30° e sem assimetria facial

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close