Prova Oral

Prova de Atitudes

Noções: pé reumatóide

– Acometimento do pé = em 17% dos casos a doença começa pelos pés, antepé é o local mais acometido. Osteopenia pode aparecer com o curso da doença e é uma achado típico, quadro mais comum é metatarsalgia, secundária a sinovite na MTT-F dos dedos menores, com graus variados de instabilidade articular, freqüentemente chegando a luxação. Uma vez luxada, a FP posiciona-se na região dorsal da cabeça metatarsiano e aumenta a pressão local piorando a metatarsalgia, e levando a formação de hiperqueratose plantar, No retropé, a deformidade mais comum é o valgo, secundário a queda do arco longitudinal medial, acometimento multifocal não é raro.

Antepé = Sinovite com destruição capsulo ligamentar das MTT-F.
– Instabilidade progressiva com luxação das MTT-F.
– Deslocamento plantar da cabeça dos metatarsianos com migração distal do coxim gorduroso.
– Luxação dorsal dos 4 artelhos menores na MTT-F e garra fixa dos dedos menores.
– No 1º raio esse mecanismo causa o desvio em valgo.

Tratamento para os dedos menores é a artroplastia de ressecção.
– Para o hálux, uma das opções de tratamento é a artrodese da MTT-F (com 20 a 30º de valgo). Nos mais idosos e com osteopenia pode ser feito a artroplastia de ressecção de Keller para o hálux. Próteses não são indicadas, deformidade isolada de um único artelho responde mal ao tratamento conservador e pode ser corrigida com a cirurgia de Parrish.

Parrish (alongamento do ELD + capsulotomia dorsal + transferência do FLD para dorso do dedo)

Nódulos reumatóides quando sintomáticos devem ser ressecados

Mediopé = Envolvimento significativo e sintomático não é comum na AR. Pode haver instabilidade da articulação do tarso metatársica do 1º raio, que pode levar ao varo do 1º MTT e sobrecarga dos raios laterais. Pode haver queda do arco longitudinal pelo acometimento da tarso metatarsiano (Lisfranc), sendo a correção nesses casos através da artrodese. O uso de palmilhas não tem se mostrado efetivo nestes casos

Retropé = Envolvimento sintomático é raro.
Ocorre em fase mais tardia da doença, talo-navicular e subtalar as mais acometidas, artrodese deve ser feita somente nas articulações dolorosas, independente das radiografias. A medida que a articulação subtalar e o médiopé se tornam instáveis, a cabeça do tálus desloca-se plantar e medialmente, levando a queda do arco longitudinal. Tenossinovite do tibial posterior é comum levando ao pé plano valgo progressivo, e o tratamento nestes casos é a artrodese das articulações acometidas e a transferência do tendão flexor longo dos dedos, deformidade em valgo deve ser corrigida através de braces ou cirurgia para minimizar a sobrecarga na articulação do tornozelo

Tornozelo = Pouco envolvida na AR, acometimento ocorre em uma fase mais tardia. Sempre pesquisar a origem dos sintomas, degeneração do tornozelo não leva em geral a desvio significativo do alinhamento, como ocorre no acometimento da subtalar e artrodese do tornozelo apresenta altos índices de consolidação (90%). Em ossos osteoporóticos pode-se fazer a artrodese através da fixação interna combinada com a externa para conseguir maior fixação, mas pode haver infecção no trajeto dos pinos.

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close