Prova Oral

Prova de Atitudes

Noções: Paralisia Obstétrica

Incidência: de 0,1-0,4%

Fator de risco mais importante: peso > 4Kg
Fatores de risco relativos:
Diabetes, obesidade materna, ganho de peso excessivo, idade avançada, distocia de ombro

Fator de mau prognostico:
Parto pélvico, Sd. Horner, acometimento total, acometimento do serrátil e romboides
Nervo frênico (paralisia do diafragma e complicações respiratórias)
Lado direito mais acometido

Erb-duchene mais comum 75% e melhor prognostico, 24% PO total com pior prognóstico, 1% Klumpke
Se voltar o bíceps até 3 meses grande chance de recuperação

Tratamento inicial sempre conservador com FST.
Cirurgia indicado após 6 meses ou sem nenhuma melhora até 3 meses.

Casos agudos: neurólise e neurotização.
Crônico: Zachary: grande dorsal + redondo maior; Hoffer: igual ao anterior, só que faz tenotomia do peitoral maior; L´episcopo só redondo maior, esta são realizadas com subluxação da cabeça sem deformidade grave.
Se luxação ou deformidade grave: osteotomia derrotativa

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close