Prova Oral

Prova de Atitudes

Noções: luxação gleno-umeral

Anatomia e Estabilidade
O lábio glenoidal aumenta em 75% a área de contato
O ligamento glenoumeral superior confere estabilidade inferior, anterior e posterior com o MS em 0º de abdução
O ligamento glenoumeral médio é uma estrutura que fecha o espaço rotador e confere estabilidade a luxação anterior quando o MS está em abdução de 0-45º
O ligamento glenoumeral inferior é o principal estabilizador do OMBRO e conferindo estabilidade a luxação anterior, posterior e inferior quando a 45-90º de abdução. Alguns autores referem que não ocorreria luxação com este ligamento integro
A lesão do lábio glenoidal representa uma perda de 20% do efeito estabilizador

Classificação
Frequência e tempo (crônica mais de 6 semanas)
Grau (sub ou luxação)
Direção (97% anterior, 3% posterior)
Etiologia (traumática, microtraumática e atraumática)

Exame físico
Gaveta anterior e posterior, Fukuda, apreensão, teste do sulco, inspeção estática e dinâmica,
Volição (voluntária ou involuntária)

Radiografia
AP, AP NO PLANO DA ESCAPULA, AXILAR, PERFIL DA ESCAPULA, WEST POINT (25º lat e sup), STRYKER (mão na cabeça 10º caudo-cranial), APICAL OBLÍQUA (45º medial e supero-inferior), AP COM ROTAÇÃO INTERNA (HILL-SACHS), DIDIEE (decúbito ventral com mão nas costas – RX a 45º de lateral para medial)

Muito importante diferenciar TUBS de AMBRI
Nas lesões traumáticas tem-se uma lesão anatômica habitualmente Bankart ou Hill-Sachs, que determinará instabilidade crônica, portanto o tto conservador não trara bons resultados, devendo se indicar o tto cirúrgico. Até mesmo no trauma agudo, se confirmado a lesão, dando preferência a técnica artroscópica. Nos casos onde o trauma é de baixa energia, temos uma cápsula articular frouxa previamente, o que também pode determinar recidiva. Nestes casos dá-se preferência a cirurgia aberta, pois não temos uma lesão anatomia a se reparar, devendo fazer uma retencionamento da cápsula.

Tratamento
Tto conservador inicialmente com tipoia 3 semanas – não altera as chances de recidiva.
Tto cirúrgico para recidivas com a técnica de Bristow, que faz somente capsuloplastia em T ou Rockwood que fixa o Bankart e jaquetão na cápsula.

Complicações
Lembrar que paciente jovens tem chance muito maior de recidiva (90%) que idosos (15%). Quanto mais grave o trauma, menores as chances de recidiva, que também é mais comum em homens.
Complicação mais comum é recidiva nas traumáticas, podendo ter 10% de lesão vascular da a. axilar, mais comum no idoso.

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close