Prova Oral

Prova de Atitudes

Noções: Dedo em Martelo

Lesão leva a queda da falange distal = Dedo em martelo

Epidemiologia = 20-30 anos, esportistas e trabalhadores braçais

Mecanismo = queda sobre o dedo estendido, batidas de porta, ou ferimentos abertos (mais comum ferimentos fechados)

Classificação = Albertoni
A= lesão tendinosa pura 1= <30º// 2=>30º
B= avulsão óssea 1= <30º// 2=>30º
C= fratura da base(1/3 ou mais da superfície) 1= estável //2=instável
D=deslocamento fisário 1= deslocamento fisário// 2= fratura deslocam

Tratamento das lesões agudas
A1//B1= sprint em extensao por 6 semanas
A2//B2= redução fechada e fixação com FK
C1=conservador se conseguir redução
C2=tratamento cirúrgico, necessário RAFI
D1=redução fechada +ortese por 4 sem
D2=redução fechada + FK

Lesões tardias = tratamento cirúrgico técnica de Brooks Graner (ressecção de cunha fusiforme e sutura em bloco)

Observações:
– Avulsão óssea = adultos jovens, melhor prognóstico
– Lesão tendínea pura = > 40 anos, pior prognóstico
– Dedo anular e mínimo melhor prognóstico, dedo indicador e médio pior prognóstico
– Queda > 30º = lesão do lig. Retinacular de Landsmeer

Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close