Atividades no Portal

  • Perfil de Clecio Lopes foi atualizado 1 semana, 2 dias atrás

  • gustavogumica mudou sua imagem de perfil 1 semana, 2 dias atrás

  • Perfil de gustavogumica foi atualizado 1 semana, 2 dias atrás


  • Anatomia


    A inervação da região do calcanhar vem dada por ramos do nervo tibial (nervoso plantar medial, plantar lateral e calcâneo medial). A proximidade deste nervo da tuberosidade do calcâneo sugere a possibilidade de compressão e geração da dor plantar. Outras áreas de possível compressão deste ramo são a região da fáscia profunda do a…[Leia mais]


  • Anatomia


    A inervação da região do calcanhar vem dada por ramos do nervo tibial (nervoso plantar medial, plantar lateral e calcâneo medial). A proximidade deste nervo da tuberosidade do calcâneo sugere a possibilidade de compressão e geração da dor plantar. Outras áreas de possível compressão deste ramo são a região da fáscia profunda do a…[Leia mais]


  • Entidade mal conhecida e sem solução definitiva Não é: – Dor anterior no joelho – Síndrome de Hoffa – Um defeito venoso – Síndrome secundária por rotação posterolateral da tíbia que leva a hiperpressão patelar – Alteração da superfície cartilaginosa de revestimento patelar – Decorrência de plica sinovial, desequilíbrio muscular ou hip…[Leia mais]


  • Entidade mal conhecida e sem solução definitiva Não é: – Dor anterior no joelho – Síndrome de Hoffa – Um defeito venoso – Síndrome secundária por rotação posterolateral da tíbia que leva a hiperpressão patelar – Alteração da superfície cartilaginosa de revestimento patelar – Decorrência de plica sinovial, desequilíbrio muscular ou hip…[Leia mais]

  • Uma pesquisa está usando bactérias para produzir fibras baseadas em titina, com propriedades que a permitiriam substituir de algodão a até mesmo Kevlar, usado em coletes à prova de balas.

    A Natureza continu […] titin fiber

  • Juliana Lyra se tornou um membro registrado 1 semana, 4 dias atrás


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • Pequenos defeitos ósseos pós-traumáticos podem ser tratados por enxertia óssea convencional. Contudo, a superioridade do potencial de consolidação do enxerto ósseo vascularizado quando comparado ao enxerto autólogo convencional e substitutos ósseos, bem como sua menor reabsorção pós-operatória está bastante estabelecida.


    A resistência a…[Leia mais]


  • Pequenos defeitos ósseos pós-traumáticos podem ser tratados por enxertia óssea convencional. Contudo, a superioridade do potencial de consolidação do enxerto ósseo vascularizado quando comparado ao enxerto autólogo convencional e substitutos ósseos, bem como sua menor reabsorção pós-operatória está bastante estabelecida.


    A resistência a…[Leia mais]


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • A reparação e a reconstrução de defeitos ósseos têm uma longa história. Os cirurgiões do período pré-incaico, em 3.000 a.C., já usavam conchas e placas de ouro e prata para o fechamento de orifícios de trepanação craniana. A trepanação – remoção de uma secção óssea circular da calota craniana – é a intervenção cirúrgica mais antiga de qu…[Leia mais]


  • Estrutura


    Cortical: se necessidade de força estrutural- Substituição leva até 6 semanas após implante e até 1 ano para ganho de força mecânicaEsponjoso: menos força mecânica- Pode ser usado para cobrir falhas ósseasCorticoesponjoso:- Múltiplas faixas de enxerto esponjoso: é o mais osteogênico disponível- pode ser tirado em tiras ou morcelizado…[Leia mais]


  • Estrutura


    Cortical: se necessidade de força estrutural- Substituição leva até 6 semanas após implante e até 1 ano para ganho de força mecânicaEsponjoso: menos força mecânica- Pode ser usado para cobrir falhas ósseasCorticoesponjoso:- Múltiplas faixas de enxerto esponjoso: é o mais osteogênico disponível- pode ser tirado em tiras ou morcelizado…[Leia mais]


  • Definição


    São aquelas nas quais uma ruptura da pele e dos tecidos moles subjacentes se comunica diretamente com o osso fraturado e o hematoma subjacente. A área da lesão poderá ser contaminada por bactérias provenientes do meio externo. A falta da cobertura pelos tecidos moles sonega ao foco de fratura (fx) a sua habitual contribuição para o p…[Leia mais]

  • Carregar mais
Traumatologia e Ortopedia

New Report

Close